Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No dia 9 de fevereiro das 9h às 17h vai acontecer mais uma edição do evento cultural que aglutina agroecologia e artes populares premiado pelo PROMIC

O projeto “Feirão da Resistência e da Reforma Agrária” foi premiado pelo edital de bolsas de pesquisa/estudo do PROMIC-2018 (Programa Municipal de Incentivo a Cultura) e realiza sua terceira edição do evento cultural no sábado 9 de fevereiro das 9hs às 17hs no Canto do MARL (Av. Duque de Caxias 3241). (mais informações sobre o projeto no link: http://londrinacultura.londrina.pr.gov.br/projeto/131/)
A terceira edição estimulada pelo PROMIC tem programação especial (confira abaixo o detalhamento), que inclui apresentações circenses, oficinas culturais e apresentações teatrais, além de continuar estimulando a economia criativa da cidade por aglutinar diversos segmentos da arte e cultura local.
A programação cultural contará pela manhã com a OFICINA: INICIAÇÃO À TÉCNICA CIRCENSE” com NATHÁLIA GOMES MALUF, e as 11h "OFICINA DA FUZARCA DA MMM” Marcha Mundial das Mulheres que irá trabalhar com percussão e cantos de luta. As inscrições para as oficinas devem ser feita pelos links abaixo. Para se inscrever acesse os links:
10h OFICINA: "INICIAÇÃO À TÉCNICA CIRCENSE”. Com Cia. Apoema:
https://docs.google.com/…/1FAIpQLSeXOmrUFxcJyUBia0…/viewform
11h "OFICINA DA FUZARCA DA MMM” Marcha Mundial das Mulheres
https://docs.google.com/…/1FAIpQLSe7b4lst6sEkziZ2I…/viewform
Ao meio-dia temos uma roda de capoeira angola coordenada pelo CECA-Centro Esportivo de Capoeira Angola de Londrina. No período da tarde às 14h30 temos um atração super especial, um trio de palhaçaria em família, o espetáculo circense “CIRCOISAS” por FAMÍLIA DO CIRCO.
Na sequencia às 15h 30 o Grupo CEPA de Teatro irá apresentar o espetáculo teatral “DESCAMINHOS”. Por isso venha de manhã, de tarde, mas venha porque durante todo o dia teremos na feira produtos de qualidade, saudáveis, sem veneno e com preço justo. São compotas, cachaça orgânica, legumes, verduras, frutas da época, sementes e mudas de plantas diversas.
Mais sobre o projeto:
A proposta do projeto nasce de um coletivo que se forma a partir da relação entre integrantes do MARL (Movimento dos Artistas de Rua de Londrina), integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) do norte do Paraná, integrantes do Sindicato dos Jornalistas do Norte do Paraná (SindJor), além de artesãos/feirantes/artistas de outros grupos culturais e coletivos da cidade que desde 2017 vem realizando o evento de modo independente. A coordenação do projeto cultural e do coletivo do Feirão é da agente cultural e agricultora Jovana Aparecida Cestille.
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios