Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A exibição do documentário poético “A pombagem – O museu é a rua” será seguida por um bate papo ao vivo com os artistas do grupo Fabricio Brito e Paula Luciano

Nessa quarta-feira, dia 19 de maio de 2021 às 19h, o grupo de arte popular de salvador “A Pombagem” irá exibir um documentário poético inédito em Londrina. A exibição será seguida por um bate papo ao vivo com artistas do grupo Fabricio Brito, de Salvador, e Paula Luciano, que hoje reside na França.

Com 15 minutos de duração, o documentário retrata de forma poética a construção do espetáculo “O Museu é a Rua”. Trata-se de um espetáculo que se transforma em exposição e faz do público visitante. O local da apresentação vira uma galeria de arte em que o monumento é a obra principal. Além do monumento, a exposição conta com fotografias que retratam o nosso patrimônio cultural. É a reivindicação da rua enquanto espaço de comunicação, memória e aprimoramento das práticas culturais. Para os integrantes do grupo A Pombagem, a rua é o museu povo. É o museu desterritorializado e integrado à cidade em permanente transformação. É o museu aberto às mais diversas artes públicas.

Pode a rua ser transformada em museu? É um dos questionamentos e pensamentos que o trabalho do grupo A pombagem nos apresenta. Foto: Hércules Bressy

Logo em seguida, o bate papo começa com a participação de Fabricio Brito e Paula Luciano.

Fabrício é bacharel em Filosofia, poeta e artista de rua da cidade de Salvador. Idealizador e coordenador do Coletivo Arte Marginal Salvador e do Grupo de Arte Popular A Pombagem, também realizou e coordenou diversos encontros e mostras de arte na Bahia.

Paula Luciano é mestre em Estudos Culturais pela Université de Lyon III e hoje reside na França. De lá, a artista de rua em desenvolvimento no Grupo de Arte Popular A Pombagem participará da prosa. Ela também é educadora em línguas e cultura. Tradutora de profissão e transculturalista em processo de formação.

Rogério Francisco Costa, por sua vez, é ator, pesquisador, equilibrista, produtor, cenógrafo, iluminador; Formado pela Escola Municipal de Teatro de Londrina, é um dos integrantes-fundadores do coletivo londrinense Núcleo Ás de Paus. Além disso, atua junto ao Movimento de Artistas de rua de Londrina e à Rede Brasileira de Teatro de Rua - RBTR.

Para o programador cultural da Vila Cultural Canto do MARL, Lucas Godoy, esse encontro apresenta uma longa pesquisa e uma proposta importante de pensar a cidade, a memória e a arte como coisa pública, acessível e como um direito de todos e todas. “Além de celebrar uma rede muito importante de artistas populares em um nível nacional que vem se construindo por meio de encontros nacionais há anos, a apresentação traz o conceito de museu para a rua, transformando-o e transformando a rua. Pensar nisso de forma artística e popular abre inúmeras possibilidades para o fazer artístico e para o nosso crescimento como uma sociedade que reconhece a rua como meio ambiente e como espaço público de múltiplos saberes” – explica.

O evento, que será conduzido por Rogério Francisco Costa, será realizado no Youtube da Vila Cultural Canto do MARL que conta com o patrocínio do PROMIC - O Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina. A apresentação de estreia do documentário ficará disponível apenas para quem assistir ao vivo ou no máximo um dia após a transmissão.

Local: https://youtu.be/abDaLCj4uaY

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios