Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A exibição do documentário poético “A pombagem – O museu é a rua” será seguida por um bate papo ao vivo com os artistas do grupo Fabricio Brito e Paula Luciano

Nessa quarta-feira, dia 19 de maio de 2021 às 19h, o grupo de arte popular de salvador “A Pombagem” irá exibir um documentário poético inédito em Londrina. A exibição será seguida por um bate papo ao vivo com artistas do grupo Fabricio Brito, de Salvador, e Paula Luciano, que hoje reside na França.

Com 15 minutos de duração, o documentário retrata de forma poética a construção do espetáculo “O Museu é a Rua”. Trata-se de um espetáculo que se transforma em exposição e faz do público visitante. O local da apresentação vira uma galeria de arte em que o monumento é a obra principal. Além do monumento, a exposição conta com fotografias que retratam o nosso patrimônio cultural. É a reivindicação da rua enquanto espaço de comunicação, memória e aprimoramento das práticas culturais. Para os integrantes do grupo A Pombagem, a rua é o museu povo. É o museu desterritorializado e integrado à cidade em permanente transformação. É o museu aberto às mais diversas artes públicas.

Pode a rua ser transformada em museu? É um dos questionamentos e pensamentos que o trabalho do grupo A pombagem nos apresenta. Foto: Hércules Bressy

Logo em seguida, o bate papo começa com a participação de Fabricio Brito e Paula Luciano.

Fabrício é bacharel em Filosofia, poeta e artista de rua da cidade de Salvador. Idealizador e coordenador do Coletivo Arte Marginal Salvador e do Grupo de Arte Popular A Pombagem, também realizou e coordenou diversos encontros e mostras de arte na Bahia.

Paula Luciano é mestre em Estudos Culturais pela Université de Lyon III e hoje reside na França. De lá, a artista de rua em desenvolvimento no Grupo de Arte Popular A Pombagem participará da prosa. Ela também é educadora em línguas e cultura. Tradutora de profissão e transculturalista em processo de formação.

Rogério Francisco Costa, por sua vez, é ator, pesquisador, equilibrista, produtor, cenógrafo, iluminador; Formado pela Escola Municipal de Teatro de Londrina, é um dos integrantes-fundadores do coletivo londrinense Núcleo Ás de Paus. Além disso, atua junto ao Movimento de Artistas de rua de Londrina e à Rede Brasileira de Teatro de Rua - RBTR.

Para o programador cultural da Vila Cultural Canto do MARL, Lucas Godoy, esse encontro apresenta uma longa pesquisa e uma proposta importante de pensar a cidade, a memória e a arte como coisa pública, acessível e como um direito de todos e todas. “Além de celebrar uma rede muito importante de artistas populares em um nível nacional que vem se construindo por meio de encontros nacionais há anos, a apresentação traz o conceito de museu para a rua, transformando-o e transformando a rua. Pensar nisso de forma artística e popular abre inúmeras possibilidades para o fazer artístico e para o nosso crescimento como uma sociedade que reconhece a rua como meio ambiente e como espaço público de múltiplos saberes” – explica.

O evento, que será conduzido por Rogério Francisco Costa, será realizado no Youtube da Vila Cultural Canto do MARL que conta com o patrocínio do PROMIC - O Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina. A apresentação de estreia do documentário ficará disponível apenas para quem assistir ao vivo ou no máximo um dia após a transmissão.

Local: https://youtu.be/abDaLCj4uaY

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.