Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A iniciativa tem como intuito promover a cultura de paz em Londrina, através das unidades de ensino do município

As inscrições para a 18ª edição da coletânea Londrina Pazeando continuam abertas até 30 de agosto. O objetivo é produzir um livro com respostas de alunos de escolas municipais, estaduais e particulares da cidade, sobre duas perguntas referentes à cultura de paz. A iniciativa é uma organização da instituição Londrina Pazeando, com apoio do Conselho Municipal de Cultura de Paz (COMPAZ), da Secretaria Municipal de Educação (SME), da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), do Núcleo Regional de Educação de Londrina e do Sindicato das Escolas Particulares de Londrina (SINEPE).

De acordo com o secretário do COMPAZ e gestor do Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, o projeto é de extrema relevância para os participantes e precisa ser colocado em prática, mesmo no atual cenário. “Neste momento de pandemia é importante tomar iniciativas, mesmo que de maneira remota. Todos os setores do planeta estão tendo que implantar novas medidas para a continuação de suas atividades. Conosco não poderia ser diferente, nós do COMPAZ e da ONG estamos nos adaptando. É a primeira vez em que este projeto não será realizado dentro de sala de aula, mas a ação ainda se faz necessária. Com esta iniciativa os alunos podem refletir sobre a cultura de paz e a relevância do diálogo para a resolução de conflitos”, destacou.

A participação é válida para crianças a partir do 4º ano do Ensino Fundamental. Para isto é necessário que a unidade de ensino interessada envie aos seus alunos as duas questões que deverão ser respondidas, para a inclusão na obra. O texto deverá possuir de 10 a 20 linhas e conter uma argumentação sobre: “O que você sentiu e aprendeu jogando a Trilha da Paz?” e “Por quê foi importante Londrina pazear nestes 20 anos?”.

A primeira questão diz respeito ao game virtual “Trilha da Paz”, disponível em http://londrinapazeando.org.br/jogos/1110/.

Em formato de tabuleiro o jogo busca trazer informações sobre o conceito de paz, de uma maneira lúdica e didática. Já a segunda pergunta refere-se ao trabalho desenvolvido pela ONG Londrina Pazeando durante os seus 20 anos de atividade no município. Após o recebimento das respostas cada escola participante deverá selecionar três textos, que vão integrar o livro digital do projeto, e enviá-los ao e-mail londrinapazeando@gmail.com. Links de apoio para a produção da coletânea, bem como a ficha de inscrição, podem ser encontrados por meio do regulamento do projeto (http://londrinapazeando.org.br/livro-2020-regulamento/).

Num segundo momento, programado para a terceira semana de novembro, a iniciativa irá trazer a versão física da obra. Nesta oportunidade apenas uma redação de cada unidade de ensino será contemplada. Os exemplares serão entregues aos alunos autores do livro, a todas as escolas e bibliotecas de Londrina e às Secretarias de Cultura e Educação.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios