Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Nesta sexta-feira (25), encerra a instalação “Costurando Temperos”, do coletivo Barafunda. Os artistas estão expondo a instalação com tecidos e temperos culinários no solário Carlos Cascaldi, no terceiro piso da Secretaria Municipal de Cultura, Praça Primeiro de Maio, 110, centro. A visita é gratuita, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.

A instalação começou inicialmente com objetos inanimados, espalhados pelo chão do solário, trazidos da exposição de arte coletiva “Passageira 16”, que teve apoio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). O apelido inicial era “Objetos contam história”, mas como toda manifestação artística contemporânea composta por elementos organizados em um ambiente, os artistas foram modificando a obra.

A organização é do professor de Artes Visuais da Universidade Estadual de Londrina, Claudio Luiz Garcia. Segundo ele, a atividade faz parte do projeto de extensão “Processos de Criação em Artes Visuais”, que tem como objetivo incentivar a formação futuro professor de artes, para que eles recebam e participem de propostas artísticas que estimulem os sentidos, principalmente, nesse caso, o olfato.  

A fim de estimular os sentidos, o grupo de artistas utilizou diversos temperos comuns, como a erva doce e o tomilho, para costurá-los em pedaços de tecido e deixá-los exalando o cheiro pelo ambiente. Durante a feitura da obra, em um momento interativo, os artistas realizaram uma roda de conversa com contação de histórias, onde os visitantes poderiam participar. A intenção era que o momento fosse de mistura e caos, como representa o próprio nome do coletivo, Barafunda. 

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios