Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em quatro dias de programação, de quinta-feira a domingo, artistas consagrados

e da nova cena musical realizam shows on-line e intimistas que mesclam música popular brasileira, jazz e indie rock.Na semana seguinte, a grade musical da instituição traz shows de Edgard Scandurra e Ricardo Vignini, Gabriel Almeida Prado, Marco André e Luz Ribeiro.

De 23 a 26 de setembro (quinta-feira a domingo), sempre às 20h, com exceção do domingo, às 19h, a música volta a conduzir a programação da série Palco Virtual, do Itaú Cultural, com quatro shows on-line. No primeiro dia, os instrumentistas Benjamim Taubkin e Rodrigo Bragança tocam na íntegra as faixas do disco Sobrevoo. No dia seguinte, a cantora e compositora, Papisa, executa canções de seu último álbum e mostra obras inéditas que figurarão em seu próximo trabalho. No sábado, o compositor Jards Macalé apresenta, em voz e violão, músicas do seu premiado disco Besta Fera e grandes sucessos de cinco décadas de carreira. Para encerrar a programação, no domingo, o cantor e compositor Martins mostra suas criações autorais galgadas pelo ritmo da música popular brasileira.

As apresentações acontecem via Zoom e os ingressos, gratuitos, já podem ser reservados pela plataforma Sympla – confira o link em www.itaucultural.org.br.

Na apresentação da quinta-feira, 23, Rodrigo Bragança une a sua guitarra ao piano de Taubkin para mostrar dois universos particulares, com música brasileira, forte influência do jazz e a canção popular. No primeiro álbum de trabalho, Sobrevoo, o duo apresenta composições inéditas que reúnem o piano sofisticado,cheio de nuances, leveza e profundidade de um e, do outro, a guitarra, por vezes experimental, com propostas de texturas, camadas de timbres gerando paisagens sonoras inusitadas.

Papisa, no dia seguinte,faz o seu show com composições do álbum Fenda e canções inéditas, entre elas a faixa Fortuna que estará em seu novo disco, ainda sem data de lançamento. Para essa apresentação solo, a cantora, compositora e produtora paulistana mostra seu estilo que flerta com o indie rock, o dream pop e a música popular brasileira.

Final de semana

A noite de sábado é com Macalé que toca as suas músicas recentes ao lado de outras de seus 50 anos de carreira.  Em apresentação de voz e violão, ele apresenta odisco Besta Fera, indicado ao Grammy Latino 2019 como Melhor Álbum de Música Popular Brasileira, além de mesclar a um repertório livre composições essenciais, como Farinha do Desprezo, Mal Secreto e Soluços.

Em 2014, Jards Macalé foi homenageado pela série Ocupação do Itaú Cultural, que mergulhou na vida, obra e processo criativo do instrumentista, compositor e intérprete carioca. Confira o material completo da mostra, disponível em: https://www.itaucultural.org.br/ocupacao/jards-macale/

Encerrando a programação musical no domingo, Martins, ex-integrante da banda Marsa, mostra para o público seu recente trabalho solo e canções que constroem sua trajetória como cantor, compositor e poeta. Considerado um dos nomes promissores da recente cena musical de Pernambuco, Martins ganhou repercussão nacional após estrear seu o show Almério& Martins, em parceria com o cantor Almério.

Próximos shows

Na semana seguinte, a música continua pautando a programação do Palco Virtual com mais quatro shows on-line. No dia 30, Gabriel Almeida Prado toca pela primeira vez seu novo disco Não aceito ser um só. No dia seguinte, 1º de outubro,o violeiro Ricardo Vignini e o guitarrista Edgard Scandurra apresentam,em primeira mão, músicas do novo disco de trabalho, gravado durante a pandemia.

Sábado, dia 2, Luz Ribeiro prepara um show em homenagem a Carolina de Jesus. Para encerrar a programação, no domingo, o cantor e compositor Marco André toca canções autorais e músicas que fez em parceria com grandes artistas brasileiros, entre eles Zeca Baleiro e Roberta Sá.

Sobre os artistas

A admiração dos músicos pelo trabalho um do outro era mútua, mas a primeira parceria aconteceu quando Benjamim Taubkin convidou Rodrigo Bragança para participar do projeto Landscapes, na Casa do Núcleo. Eram improvisos sobre poemas com três músicos e três poetas. Em seguida, o convite foi para que Rodrigo entrasse para o coletivo de improvisação livre Andar, Nadar, Voar junto com outros músicos. Nesse momento, nascia a vontade de registrar essas sonoridades e a ideia de ir para o estúdio gravar composições de ambos vestidas pelo som da guitarra de Rodrigo com os pedais e efeitos, e pela sonoridade e acordes do piano do Benjamim. A proposta do duo era, caso o resultado dessa experiência ficasse interessante, fazer um disco. E isso aconteceu com o lançamento de Sobrevoo.

Papisa é o nome artístico da compositora, instrumentista e produtora paulista Rita Oliva. Em 2016 ela despontou após o lançamento de seu primeiro EP, homônimo. Com repertório baseado neste projeto e outras canções autorais, ela se apresentou em alguns dos principais palcos brasileiros de lá pra cá, como dos festivais Bananada, Picnik e Contato, e também fora do país, participando do prestigiado festival estadunidense SXSW. Em 2019, Papisa lançou seu primeiro disco, Fenda, com canções autorais que abordam a impermanência do tempo e os ciclos de vida e morte.

Moderno na essência, inquieto e irreverente, Jards Macalé sempre esteve ligado aos principais nomes da vanguarda cultural. Sua obra se mantém atual e é cada vez mais valorizada, entre as novas gerações interessadas na cultura musical brasileira das últimas décadas. Artista múltiplo, que transita com total liberdade em diversas esferas, foi parceiro musical de magníficos poetas, cineastas, artistas plásticos e músicos. Violonista primoroso, formado na melhor tradição da música popular e erudita, ele reafirma sua importância como músico, compositor e intérprete, comemorando merecida fase de visibilidade e reconhecimento.

Martins é um cantor e compositor pernambucano que vem galgando cada vez mais espaços no cenário nacional, sendo gravado por artistas como Paulo Neto, Almério, Isadora Melo, entre outros. O artista lançou, em 2019, o álbum homônimo, sua estreia solo. O disco tem 11 faixas autorais, incluindo parcerias com Ju Valença, Juliano Holanda, Paulo Neto e PC Silva.

Benjamim Taubkin e Rodrigo Bragança

Dia 23 de setembro (quinta-feira)

Às 20h

Classificação indicativa: livre

Duração: 60 minutos

Em plataforma Sympla/Zoom

Capacidade: 270 ingressos

Reserva de ingressos pela plataforma Sympla:

https://www.sympla.com.br/benjamim-taubkin-e-rodrigo-braganca__1316269

Papisa

Dia 24 de setembro (sexta-feira)

Às 20h

Classificação indicativa: livre

Duração: 60 minutos

Em plataforma Sympla/Zoom

Capacidade: 270 ingressos

Reserva de ingressos pela plataforma Sympla:

https://www.sympla.com.br/jards-macale__1316283

Jards Macalé

Dia 25 de setembro (sábado)

Às 20h

Classificação indicativa: livre

Duração: 60 minutos

Em plataforma Sympla/Zoom

Capacidade: 270 ingressos

Reserva de ingressos pela plataforma Sympla:

https://www.sympla.com.br/banda-nova-malandragem__1316235

Martins

Dia 26 de setembro (domingo)

Às 19h

Classificação indicativa: livre

Duração: 60 minutos

Em plataforma Sympla/Zoom

Capacidade: 270 ingressos

Reserva de ingressos pela plataforma Sympla:

https://www.sympla.com.br/martins__1316288

M. Vinicius Magalhães/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.