Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, dentro da programação da VIII Mostra de Música de Câmara, traz concerto que retrata período do século XX de forma lúdica com canções que vão do erudito ao rock

Neste domingo (23 de junho), às 17h, a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, apresenta o concerto “Brasil: 100 Anos de História e Músicana Primeira Igreja Batista de Londrina (Av. Paraná, 76), com classificação livre e entrada gratuita a todo o público. É necessário retirar o seu ingresso antecipadamente no site Sympla, no O Armazem Café (Rua Belo Horizonte, 701), na Secretaria da Primeira Igreja Batista de Londrina (Av. Paraná, 76), ou no dia, antes do concerto.

A apresentação retrata o centenário de forma lúdica com canções que vão do erudito ao rock e projeção simultânea de vídeo com fotografias e imagens de época com fatos que marcaram o século XX, traçando um paralelo com a produção musical do mesmo período. Centrada em uma abordagem arte-educativa, a proposta pretende resgatar, preservar e divulgar a música erudita e instrumental do Brasil no período de 1900 a 2000, além de relacionar essas obras musicais aos fatos mais marcantes neste centenário. Destaca se o seu diferencial na formação de público e na criação de espaços para a música erudita e instrumental. 

Dividido em sete períodos da história, o espetáculo traz ao público importantes composições do acervo musical brasileiro que inclui desde obras eruditas, como ‘Choro nº 1’ de Villa-Lobos, passando por clássicos do Samba e Bossa Nova, como ‘Trem das 11’ de Adoniram Barbosa e ‘Tributo ao Tom’. Homenagem ao Tom Jobim, e até sucessos do rock brasileiro, como ‘Monte Castelo’ e ‘Será’ do Legião Urbana, entre outras músicas.

Durante toda a apresentação musical haverá uma projeção de vídeo simultânea que irá retratar a história do Brasil com imagens, fotografias e trechos de textos sobre momentos relevantes do país e do mundo. Ainda, no intervalo de cada um dos períodos, as obras serão comentadas, fazendo uma contextualização com a história do País.

“Este espetáculo foi idealizado em 2015 e apresentado em Apucarana e Campo Mourão, em parceria com a Produtora paulistana Art Invest, que convidou a Orquestra”, comenta a produtora cultural e coordenadora do grupo, Irina Ratcheva. “Sempre tivemos muita vontade de levar este espetáculo ao público londrinense e a partir deste ano pretendemos circular com esta programação com o projeto Concertos Paraná, que vai acontecer no segundo semestre, e até levar para escolas estaduais.”

A Mostra tem o patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania/Secretaria Especial de Cultura, Unimed Londrina, BRDE e John Deere. Conta com o apoio da Casa de Cultura da UEL, Folha de Londrina, Armazém Café, UEL FM, Rádio CBN, PIB de Londrina e ACIL.

Repertório

A música brasileira nos últimos 100 anos...

1900-1930 – Enesto Nazareth e Zequinha de Abreu - Odeon / Tico-Tico

1930-1950  - Adoniram Barbosa - Trem das 11 / Villa-Lobos  - Choro n. 1

1950-1960 – Ary Barroso – Aquarela do Brasil

1960-1970 – Tom Jobim - Fantasia

1970-1980 – Chico Buarque e Caetano Veloso – Valsa / Sampa

1980 – 2000 – Legião Urbana - Monte Carmelo / Será

2000 ... – Egberto Gismonti – Água e Vinho / 7 Anéis

Orquestra – 20 anos

Criada em 1998, a Orquestra de Câmara “Solistas de Londrina” promove concertos em vários cantos da cidade como escolas, igrejas e teatros. Além disso, vai lançar um novo site e dois Compact Disc com as principais obras brasileiras gravadas pela orquestra. A direção musical está a cargo do violinista e maestro Evgueni Ratchev. 

Em duas décadas foram inúmeras apresentações em festivais nacionais e internacionais, concertos memoráveis ao lado de artistas consagrados como Yamandú Costa, Daniel Guedes Marco Antonio Almeida, Fábio Zanon, Alex Klein, Quarteto de violões Quartenaglia, José Staneck, Antonio Del Claro, João Carlos Martins, Jairo Chaves, Evgenia–Maria Popova, Tânia Camargo Guarnieri e Alessandro Borgomanero, Casio Cruz, Violista Jairo Chaves, Duo Henosis Natanael Fonseca.

A Orquestra “Solistas de Londrina” é vencedora de diversos prêmios, que culminou com o lançamento de seu quinto CD, “Retratos Brasileiros”, dedicado ao compositor Edino Krleger, reunindo obras para cordas. O CD foi selecionado entre os três finalistas da 24ª Edição do Prêmio de Música Brasileira. Desde a sua criação, já realizou aproximadamente 300 concertos, percorreu mais de 40 cidades do Estado do Paraná, além de realizar concertos nas principais capitais do Brasil. Fez também uma turnê internacional e participou de inúmeros festivais de música no Brasil.

Gravou cinco CDs com obras de compositores brasileiros e recebeu o Prêmio Tim de Música, em 2003, na categoria Música Erudita. Foi finalista do maior Prêmio de Música no país, 24ª Edição do Prêmio de Música Brasileira, em 2013; conquistou o Prêmio Saul Trumpet, do Prêmio Talento Paraná; e diversos prêmios da Funarte, Governo do Estado do Paraná, SESI e Ministério da Cultura.

Evgueni Ratchev | Formado na Academia Superior de Música de Sófia, veio a Londrina em uma jornada que já havia deixado marcas em várias outras cidades do mundo. Finalista do Concurso Internacional de Violino Johann Sebastian Bach, na Alemanha, também foi sala e solista de uma das mais importantes orquestras de câmara da Bulgária, a “Studio Concertante”. Como maestro convidado e solista, atuou em varias orquestras sinfônicas no Brasil e foi regente convidado da Garland Symphony Orchestra, New Symphony Orchestra of Arlington e Las Colinas Symphony Orchestra, no Texas. Desde 1996, Ratchev é spalla da OSUEL e além de cuidar da direção musical da Orquestra de Câmara "Solistas de Londrina". Realiza anualmente máster classes de violino na University of Missouri-Columbia (EUA), onde também atua como solista e regente.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios