Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A cidade de Londrina estará presente no 2º Encontro Nacional de Mulheres na Roda de Samba, que será realizado neste sábado (09), e este ano promove eventos simultâneos em 27 localidades do Brasil e do exterior para celebrar a força feminina e homenagear a compositora e cantora Leci Brandão.

A roda norte paranaense tem a participação de mais de 40 mulheres artistas, que a partir das 15h promoverão uma abertura com roda de choro, seguida do samba e fechando com uma roda de coco, ao final. A coordenação nacional do encontro é feita pela cantora carioca Dorina, e a produção da festa em Londrina tem como base um grupo que se reúne há um ano para estudar, pesquisar e experimentar o samba entre mulheres: o coletivo “Estudando Samba” surgiu em busca de um ambiente mais livre para o desenvolvimento de mulheres instrumentistas. 

O grupo é formado por cantoras e instrumentistas que já vinham desenvolvendo diferentes trabalhos de cultura popular na cidade, e integra um grande movimento de protagonismo feminino que se observa em todo o Brasil, tanto no samba quanto em gêneros como o coco e o maracatu. A experiência é derivada de outros projetos locais que abriram caminho para o protagonismo feminino na música, como o Entretantas, Pisada da Jurema, Baque Mulher e o Samba Delas. 

Na roda preparada em homenagem a Leci Brandão, não faltarão grandes sucessos, como Zé do Caroço, que será o hino entoado por todas as rodas, pontualmente às 17h, no mesmo tom e andamento, num encontro virtual com transmissão simultânea ao vivo pelas redes sociais. Os bambas fãs de uma roda também poderão soltar a voz com clássicos registrados pela cantora, como Isso é fundo de quintal e Só quero te namorar.

O evento terá ainda feirinha com artesãos locais, além de bebidas e quitutes da Vila Cultural AlmA Brasil.

O Estudando Samba é formado por Camila Rios, Suyane Alves, Marise Gomes Corrêa e Silvia Borba (percussão), Natalia Lepri (cavaco), Rakelly Calliari e Laís Marques (violões), Lara Moratto (flauta), Juliana Barbosa e Solange Bronzatti (pesquisa e percussão), enquanto todas se revezam no canto e nos coros.

Rakelly Calliari/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios