Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No programa Shostakovich, Webber e Grieg

Um Concerto de Gala abre a temporada artística do Teatro Mãe de Deus, inaugurado na semana passada em uma solenidade com a participação de diversas autoridades e representantes da área de cultura de Londrina.

“O Concerto de Inauguração Artística do Teatro Mãe de Deus”seráneste sábado, 13 de agosto, às 20h30. A entrada é aberta ao público, mas os convites deverão ser retirados nesta sexta-feira (12), em horário comercial, na recepção do Colégio Mãe de Deus (Rua Pará, em frente ao Bosque).

No palco do Teatro estarão as pratas da casa, a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL) e o pianista londrinense Marco Antônio de Almeida.  Na regência o maestro italiano, Alessandro Sangiorgi. A realização do evento é do Ministério da Cultura, doInstituto Novo Signo/Colégio eTeatro Mãe de Deus, Casa de Cultura da UEL e a Associação de Amigos do Festival de Música de Londrina.

O programa traz na primeira parte do concerto a “Abertura Festiva (Op. 96)”, deDmitriShostakovich (1906/1975); na sequência “Suíte O Fantasma da Ópera”, com arranjo de Calvin Custer, do compositor Andrew Lloyd Webber (n.1948). Após o intervalo, o público ouvira “Concerto para Piano (Op. 16) em Lá menor”, de Edvard Grieg (1843/1907), tendo como solista o pianista Marco Antônio de Almeida.

O Teatro

O empreendimento foi construído com planejamento acústico, uma área de auditório de 457 metros quadrados, palco com 88 metros quadrados que permite a apresentação de grandes espetáculos, 535 lugares com poltronas confortáveis. Responde pela direção administrativa e de marketing do teatro, o coordenador de marketing e comunicação do Colégio Mãe de Deus, Raphael Tait e pela direção artística, a bailarina e professora, coordenadora do departamento de esportes e artes do colégio, Sônia Secco Cândido.

O regente

O maestro Alessandro Sangiorgié nascido em Ferrara, Itália, formado pelo Conservatório de Milão, iniciou sua carreira internacional em Israel em 1989, regendo a Jerusalém Symphony Orchestra. Em seguida (1990-1993) foi convidado como Maestro Residente pelo Teatro Municipal de São Paulo. No Brasil regeu também a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Orquestra Sinfônica Brasileira, a OSUSP, a Orquestra Sinfônica da Bahia, a OER, a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, a Orquestra Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, entre outras.

De 2002 a 2010 foi Regente Titular e Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica do Paraná. Em dezembro de 2009 foi agraciado pelo Presidente da Repubblica Italiana com o título de “Cavaliere dell’OrdinedellaSolidarietà”, concedido pelos méritos artísticos conseguidos no Exterior. De 2011 a 2012 foi Principal GuestConductor na Ópera Nacional de Sofia (Bulgária), com a qual estreou no Japão, apresentando “Tosca” de Puccini e “CavalleriaRusticana” de Mascagni em 11 cidades, incluindo Tóquio, no famoso BunkaKaikan Hall. Em 2015 foi convidado como novo Regente Titular e Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica de Universidade Estadual de Londrina e da Opera OrchestraCurytiba.

O solista

Marco Antônio de Almeida é nascido em Londrina (PR) e iniciou seus estudos com sua irmã, Terezinha de Almeida Penna, graduando-se posteriormente na Faculdade de Música “Mãe de Deus”. Após trabalhar vários anos com o pianista Gilberto Tinetti e terminar seus estudos de Medicina, transferiu-se para a Alemanha como bolsista do DAAD (DeutscherAkademischerAustauschdienst), onde completou seus estudos de pós-graduação na “Escola Superior de Música e Teatro de Hamburgo” sob a orientação de Yara Bernette. Frequentou cursos com mestres de renome internacional, entre os quais: Magda Tagliaferro, Paul BaduraSkoda, ChristophEschenbach, NikitaMagaloff, Elgin Roth, Fausto Zadra e Carlo Zecchi.

Além de prêmios nacionais - Concurso Nacional do Paraná e Jovens Solistas do Rio de Janeiro - foi também laureado em concursos internacionais: “Concurso de Piano de Covilhã” (Portugal), “Concurso de Piano Viotti” (Itália) e “Concurso de Piano Gina Bachauer” (USA). Como intérprete de Mozart tem se apresentado nos mais importantes festivais alemães.

Dedica especial atenção à divulgação da música brasileira no exterior, destacando-se a gravação em CD de peças de Ernesto Nazareth na Alemanha e a primeira gravação (após Villa-Lobos) do “Choros N° 11” para piano e orquestra realizada na Suécia. Foi convidado a acompanhar os Presidentes da Alemanha, Richard vonWeizsäcker e Roman Herzog, em viagem cultural ao Canadá (1990) e Brasil (1995), respectivamente.

Fundador do “Festival de Música de Cascavel”, Paraná, foi de 1990 a1994 Diretor Artístico do “Festival de Música de Londrina”, como também professor do 26° e 27° “Festival de Inverno de Campos de Jordão” (95 e 96) e do Festival de Música de Câmara da Paraíba. É diretor artístico da Fundação Mejier-Werner de Caracas, Venezuela e desde 2004, diretor artístico do FIML.

Desde 1995 é membro de Sociedades Alemãs de Música e Medicina, desenvolvendo intenso trabalho na área de prevenção e terapia de enfermidades dos músicos. Desde 1980 é professor catedrático da “Escola Superior de Música e Teatro de Hamburgo” e desde 1996 assumiu a cátedra de Metodologia do ensino do Piano na Universidade de Halle (antiga Alemanha oriental).

A orquestra

A Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL), primeira orquestra sinfônica do Paraná, foi criada oficialmente em 14 de março de 1984, na gestão do Reitor Dr. Marco Antonio Fiori, tendo como objetivos: interpretar e difundir o repertório sinfônico tradicional e contemporâneo com ênfase na música brasileira; dar suporte às atividades acadêmicas dos cursos ligados à área de música, através de integração com o ensino, pesquisa e extensão.

A OSUEL é formada por músicos profissionais contratados mediante concurso público e a incumbência de iniciar este trabalho coube ao Maestro OthônioBenvenuto, que já em 1978 realizava as primeiras experiências com um pequeno grupamento instrumental intitulado “Conjunto Música”, que aos poucos foi crescendo e atuando junto ao Coral da UEL.Paralelamente aos concertos de gala, apresenta os “Concertos Didáticos”.

Sucedendo ao trabalho pioneiro do maestro Benvenuto, a OSUEL foi dirigida pelos maestros: José Eduardo Gramani, Cláudia Feres, Norton Morozowicz, EvgueniRatchev, Wagner Polistchuk, Martin Tuksa, Henrique Vieira, Elena Herrera e Maurizio Colasanti.

Em 1999, a OSUEL gravou o primeiro CD e no final de 2000 realizou a gravação ao vivo em concerto da ‘Temporada Ouro Verde’ do segundo CD intitulado “Compositores Brasileiros”. Em outubro de 2003, recebeu a “Comenda Ouro Verde”, homenagem prestada pela Câmara Municipal de Londrina.

Principais parceiros doadores do teatro: Principais parceiros doadores: Lei de Incentivo a Cultura/Ministério da Cultura/Governo Federal; Governo do Estado do Paraná; Copel; Bradesco; Caixa Econômica Federal; UEG/Araucária; Sanepar; Unopar; LCA;Cielo; Ciplan; Bratac;Elejor; BRDE; Owa Brasil- Sonex;ThyssenKrupp; Norpave; A. Yoshii Engenharia; Castor e Darom.

Andrea Monclar/Asimp

Foto da inauguração do Teatro

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios