Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina pode comemorar uma vitória para o Teatro Municipal da cidade. Isso porque, nesta semana, o Ministério da Cultura (MinC) liberou o pagamento de R$ 2.697.894,52 referentes à segunda parcela da primeira etapa para a construção da obra. 

Os cerca de R$ 2,7 milhões estavam pendentes há 3 anos no Ministério da Cultura. Eles vêm se somar aos R$ 3.225.996,33 já pagos pelo governo federal em 2010. Agora, restará apenas R$ 384.847,50 a serem depositados para o Município. As três parcelas juntas somarão R$ 6.308.738,35 advindos do governo federal. A contrapartida da Prefeitura foi de R$ 2.035.328,17.

Esse valor total, de R$  8.344.066,52, será utilizado para o pagamento da primeira etapa de construção do teatro, que já foi concluída pela construtora vencedora da licitação em dezembro de 2014. A construtora finalizou a terraplanagem e a construção da infraestrutura de base das fundações.

“O pagamento da segunda parcela é uma grande conquista para Londrina à medida em que consideramos que o Município espera por estes recursos desde 2014. São três anos de espera. Agora, o sonho do teatro revive em Londrina. Ele representa um marco para a cidade e toda a região, por ser um símbolo onde a cidade reconhece o papel estratégico da cultura para seu desenvolvimento”, explicou o secretário de Cultura, Caio Julio Cesaro.

Liberação dos recursos - Para que fosse possível a liberação dos recursos, o prefeito Marcelo Belinati e o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, estão trabalhando desde o início deste ano em tratativas com o governo federal. A primeira reunião foi realizada por eles, em fevereiro de 2017, com o então ministro da Cultura, Roberto Freire.

Naquela oportunidade, as autoridades explicaram a situação das obras e do convênio com o MinC para, então, começarem as discussões que regularizariam as finanças. Foi feito o ajuste do Plano de Trabalho, adequando as mudanças executadas e apresentada à prestação de contas relativa à primeira parcela. O Ministério da Cultura aprovou o documento e a autorização para o envio requerimento de pagamento da segunda parcela. Esse processo foi finalizado em junho.

Após a liberação, porém, havia contingenciamento de recursos no governo federal. Para a liberação do dinheiro, a Prefeitura contou com o empenho do prefeito Marcelo Belinati e do deputado federal Alex Canziani, que uniram esforços para mostrarem a importância do Teatro Municipal para a cidade. Agora, o Ministério da Cultura depositou o dinheiro para o pagamento.

O próximo passo para a Secretaria Municipal de Cultura será a prestação de contas da segunda remessa, para o recebimento da última parcela, de quase R$ 400 mil. Assim, estará quitada a primeira etapa do Teatro Municipal.

Estrutura -O projeto do Teatro Municipal de Londrina foi escolhido por meio do concurso nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil, subdivisão do Paraná, em 2007. Ele prevê a construção de 22 mil metros quadrados, com três salas com capacidade para 2.400 pessoas.

Além disso, haverá um boulevard, área administrativa, setores para ensaio, camarim e salas para cursos e formação. Quando pronto, ele poderá abrigar os grandes eventos culturais da cidade como os festivais de dança, música, teatro, apresentações de orquestras, além de outras atrações. De acordo com Cesaro, após concluído, provavelmente o teatro será o maior complexo cultural do Paraná.

Para a finalização completa da construção estima-se que sejam necessários R$ 81 milhões, dos quais a Prefeitura busca meios para o financiamento e potenciais parceiros. Não estão descartadas parcerias público-privado.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios