Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A tradição de orquestra, coro, cantores líricos e solista nos concertos de abertura do Festival Internacional de Música de Londrina (FIML) será mantida. O Teatro Ouro Verde abre suas portas para o evento, após cinco anos em reconstrução, avivando na memória e corações de todos um pouco da história musical londrinense. No sábado (8) e domingo (9) dois concertos, o de Reinauguração e de Abertura, respectivamente, oficializam o início do 37º FIML, ambos às 20h30.

O maestro italiano, Alessandro Sangiorgi, regerá a Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (OSUEL), bolsistas do 37º FIML e músicos convidados, além dos coros da Universidade Estadual de Londrina e convidados, Grupo Heimatklãnge, Coro Tempos Dourados (regência de Denis Pereira do Amaral Camargo e Maria Regina Bilha Balan) e Grupo Vocal Entre Nós. O concerto conta ainda com a participação dos cantores líricos, Masami Ganev, soprano japonesa e o tenor Paulo Mandarino. Como solista, o diretor artístico do festival, pianista Marco Antonio de Almeida.

A primeira parte do repertório dos concertos vem recheada de óperas. Do compositor brasileiro Carlos Gomes será apresentada a Abertura de "Il Guarany", ópera famosa internacionalmente, sucesso na Itália, tem como base o livro O Guarani de autoria José de Alencar. Os acordes desta ópera estão gravados na memória dos brasileiros por fazer parte há anos da abertura do noticiário a "Voz do Brasil".

Na sequência, cenas das óperas famosas de Giacomo Puccini: "Turandot" e "Madame Butterfly". E de Giuseppe Verdi "Um Ballo in Marchera". "Nessun Dorma", ária de Turandot, uma das mais conhecidas de Puccini, é de grande beleza e consagrada na voz de tenores como Luciano Pavarotti, Jonas Kaufmann, Andrea Bocelli e outros. Madame Butterfly conta a estória de um tenente da marinha americana que se apaixona por uma gueixa, que abandonada comete hara-kiri. Já "Um Ballo in Marchera" (Um baile de máscaras), de Verdi, tem como palco o assassinato do rei Gustavo III da Suécia.

Os concertos encerram com a "Fantasia Coral para Piano, Coro e Orquestra, em dó menor, opus 80.", de L. V. Beethoven. Comenta-se que Fantasia foi um "ensaio" de Beethoven para a Nona Sinfonia. No concerto, o piano tem uma cadência longa, virtuosística. Aos poucos a orquestra vai entrando, cantores e a obra termina de forma apoteótica, com a participação do coro.

Serão duas noites de comemoração. Noites de gala e início de uma temporada musical que vai até 22 de julho. Os ingressos para os concertos podem ser adquiridos nas bilheterias do Shopping Royal Plaza, das 10h às 18h e após este horário nas bilheterias do Teatro Ouro Verde, nos valores de R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia).

Agência UEL

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios