Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Secretaria Municipal de Cultura cria programa para implementar a Lei Aldir Blanc

A Secretaria Municipal de Cultural (SMC) divulgou ontem (16), três editais de chamamentos públicos para credenciamento no programa “Londrina: Cultura faz História”. O projeto integra a programação de distribuição de recursos por meio da Lei Aldir Blanc, para auxiliar os trabalhadores do setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus. A íntegra dos editais foi publicada na edição de ontem (16) do Jornal Oficial e na página da Cultura no Portal da Prefeitura de Londrina, dando início ao período de inscrição. Confira o programa:

Edital 002/2020

Destinado ao credenciamento de Pessoa física, como artista, técnico, produtor ou fazedor da cultura, Microempreendedor Individual (MEI) e Empresário Individual que atenda os critérios do Edital.

Edital 003/2020

Destinado ao credenciamento de Coletivos Culturais formado por grupo de pessoas que desenvolva ações nas áreas culturais de forma coletiva, não organizado formalmente e representado por um de seus integrantes.

Edital 004/2020

Destinado ao credenciamento de entidades sem fins lucrativos, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, portadores de CNPJ e atuantes da área cultural.

Segundo o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, a Lei Aldir Blanc representa um marco para a cultura brasileira. “O projeto surgiu como um dispositivo de ajuda ao setor cultural no contexto da pandemia e, em sintonia com as diretrizes desenhadas pelo Conselho Municipal de Política Cultural, a secretaria criou um formato inovador para a implementação dos recursos recebidos”, contou.

Cesaro comentou ainda que a proposta é justamente uma ação para criar acervos das experiências e histórias dos agentes culturais, por meio do programa Londrina: Cultura faz História. “Os R$3,4 milhões que o Município recebeu do governo federal vão contemplar a produção de vídeos que registrem a trajetória de agentes culturais londrinenses”, explicou.

Como participar

Para se credenciar no programa, é preciso estar cadastrado na plataforma Londrina Cultura. Todos os requerentes deverão enviar junto à sua inscrição um link contendo vídeo do registro de sua memória artístico-cultural, que podem ser depoimentos autobiográficos, memórias, saberes e fazeres da cultura, para compor o acervo do programa “Londrina: Cultura faz História”, da SMC.

Ao todo, serão contemplados 462 credenciados, sendo 260 referentes à Pessoa física, MEI e Empresário Individual, 92 aos Coletivos Culturais e 110 a entidades sem fins lucrativos, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Caso o número de inscritos seja superior ao volume de recursos, a escolha será feita através de sorteio.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.