Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A música sempre foi o refúgio para tempos difíceis. Porém, por muitos meses o Coro da Sociedade Esportiva e Recreativa Prati-Donaduzzi (Serprati) ficou silenciado pela pandemia. Mas, agora volta a dar o tom de esperança com o retorno das atividades. Este ano a novidade é o Coro Serprati Infantil. O projeto conta com 45 crianças, filhos de colaboradores da indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi.

"A atividade do Coro Serprati é muito mais que uma atividade de cunho cultural. É um exercício de melhoria contínua psicológica, musical e de relacionamento interpessoal. Ter meu filho primogênito de 8 anos sendo parte do Coro Infantil é um orgulho imenso. É gratificante ao chegar em casa após o dia de trabalho ouvir: - mãe olha o que aprendemos hoje", explica Grasiela Oliveira.

A colaborada Rosimeire Bruski de Oliveira Martins, que há cinco anos participa do Coro adulto, e tem o projeto como uma segunda família, agora também enxerga seu sonho em seus filhos. “Para mim é um sonho realizado na vida dos meus filhos. Eles sempre me acompanham em ensaios em casa e apresentações, estão empolgados e felizes por poderem também participar de tudo isso, agora cantando eles contam os dias para chegar o dia e hora do ensaio, estamos repletos de alegria”.

Os ensaios acontecem de forma remota, são semanais e conduzidos por um maestro especialista em coro infantil, Anderson Luiz Back. Será feito um lançamento oficial do coro em outubro, em comemoração ao mês da criança. No final do ano o grupo também participará da tradicional Cantata Natalina da Serprati.

Maria Rita Pozzebon, presidente da Associação Serprati, revela que o projeto está alinhado à missão da farmacêutica, de prover saúde e bem-estar à população. “Música faz bem para todos. Leva encanto, cultura e descontração. É uma felicidade o projeto estar de volta, ainda mais agora se estendendo aos filhos dos colaboradores”.

Coro adulto

O coro adulto da Serprati é tradicional e há mais de dez anos encanta a comunidade. O maestro e educador musical, Gerson Daniel Giese valoriza o projeto de coral, por acontecer dentro de um segmento corporativo. “É muito importante em diversos aspectos sociais e culturais. A arte da música desperta sentimentos, contribui na formação intelectual e emocional dessas pessoas”, afirma o maestro.

Matheus Bock, que é coralista e trabalha na área de Controle de Qualidade da indústria, explica que o projeto lhe ajudou a ter mais entusiasmo para exercer suas atividades e auxiliou a fazer boas amizades. “É uma motivação a mais para trabalhar, e estar em contato com nossos amigos é sempre gratificante”.

Apoios

O compromisso da Prati-Donaduzzi com a sociedade brasileira é evidenciado em vários campos de atuação. Com mais de 27 anos no mercado farmacêutico, a empresa tem uma missão pautada no cuidado com as pessoas.

Além da promoção e manutenção da saúde, com a produção de 13 bilhões de doses terapêuticas por ano, bem como geração de empregos - mais de 4,7 mil postos de trabalho, o comprometimento da empresa é evidenciado no apoio a iniciativas por meio das Leis de Incentivo Fiscal. Ao todo são 14 projetos sociais, esportivos e culturais, sendo um deles o Coro Serprati.

Asimp/ Prati-Donaduzzi

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.