Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com a digitalização de 28 mil negativos fotográficos, projeto reúne fotos inéditas das décadas de 70, 80 e 90 sobre o desenvolvimento de Londrina

O projeto Londrina Prateada resgata momentos históricos sobre o desenvolvimento da cidade, a partir da digitalização de 28 mil negativos fotográficos, que foram doados pelo Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL) ao Museu Histórico de Londrina. A iniciativa é desenvolvida pelo fotógrafo Antonio Neto, em parceria com o Museu, e conta com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC).

O acervo reúne registros inéditos de fotógrafos como Hélio Silva, Elvira Alegre e outros, captando momentos distintos entre o final da década de 70 até meados do final da década de 90. O material digitalizado contempla construções de pontos importantes da cidade, visitas de autoridades, assim como o cotidiano do povo londrinense.

Segundo o fotógrafo e responsável pelo projeto, Antonio Neto, o trabalho tem como objetivo possibilitar o acesso da população sobre a história de Londrina, a partir de um material físico que estava guardado e sofrendo degradações. “A fotografia é registro, arte e memória. A digitalização do material é importante porque além de ser um patrimônio histórico e cultural de Londrina, possibilita que outras pessoas tenham acesso, seja para pesquisas ou para a população no geral”, disse.

Neto comentou, ainda, sobre a importância da fotografia nos dias atuais. “Com a digitalização de materiais, tem-se uma reflexão sobre como a fotografia está muito efêmera nos dias atuais. Onde as fotos estarão guardadas daqui a dez ou vinte anos? Será que teremos um material digital disponível para as próximas gerações? Porque esse material digitalizado só foi possível porque alguém fotografou e catalogou, e hoje tem essa importância histórica para a sociedade e para Londrina”, comentou.

Vídeos

Nas redes sociais do Museu Histórico de Londrina (Facebook, Instagram e Youtube) é possível conferir uma parte do trabalho desenvolvido pelo projeto, por meio de vídeos com fotos e narração sobre algum tema específico da cidade.

O último vídeo, divulgado dia 5 de dezembro, trouxe fotos inéditas da construção da avenida Leste Oeste, que teve início no governo do prefeito Wilson Moreira, em 1985. Os registros marcam o crescimento social e econômico da zona central da cidade.

Luana Souza/N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios