Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Criado com o objetivo de contribuir com a cultura de cidades pequenas, com menos de 50 mil habitantes, o projeto "Triolé Fora da Estrada no Norte Pioneiro” vai beneficiar no mês de outubro mais quatro municípios do norte do estado, fechando a temporada: Salto do Itararé (12); São José da Boa Vista (13), Santana do Itararé (13) e Wenceslau Brás (14).

Nas cidades, os palhaços do Triolé fazem um cortejo-performance a bordo de um fusca amarelo, percorrendo as ruas, chamando o público e anunciando as atrações disponíveis na internet. Por causa da pandemia, o projeto foi reestruturado para o formato híbrido, com ações presenciais e virtuais, além da interação do público via WhatsApp.

 “O exercício de ir até os bairros foi uma experiência muito interessante e muito rica em interação, com os moradores vindo conversar conosco. Do ponto de vista artístico também foi muito enriquecedor, possibilitou novos jogos, novas cenas e situações que incorporamos às ações nas cidades”, explicam os atores Gerson Bernardes e Alexandre Simioni.

12 mil km

O "Triolé Fora da Estrada no Norte Pioneiro” teve início em 2019, mas foi suspenso em 2020 devido à pandemia, só retornando este ano no formato híbrido. Até agora, o projeto já contemplou 42 cidades, de um total de 46, levando alegria a milhares de pessoas que não tem acesso a esse tipo de lazer cultural.

Segundo cálculo dos atores, eles já percorreram aproximadamente 12 mil quilômetros a bordo de um motorhome. O trailer também transporta equipamentos e uma carreta com o fusca.  Para minimizar o impacto da emissão de gás carbônico durante as viagens, os atores promoveram no dia 25 de setembro o plantio de 50 mudas de árvores em Londrina.

Vídeos

O trajeto na estrada, as apresentações e a interação com os moradores das cidades estão sendo registrados em pequenos vídeos e posteriormente exibidos no canal do grupo no Youtube: http://youtube.com/triole . Ao todo, o projeto já rendeu cerca de 100 horas de gravação.

“O projeto também permitiu conhecermos figuras conhecidas da cidade e anônimos que estão presentes nos vídeos. Sobre o formato on-line, a interação proposta via WhatsApp funcionou bem, com muita troca de mensagens, vídeos compartilhados, comentários sobre a programação e principalmente, sobre a presença dos palhaços nas cidades”, contam os atores Gerson Bernardes e Alexandre Simioni.

Patrocínio

A iniciativa conta com o apoio da Copel e incentivo do Profice, Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura, da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, do Governo do Estado do Paraná, e de prefeituras municipais da região do Norte Pioneiro.

Emilia Miyazaki/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.