Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Conhecido pelo repertório original e arranjos audaciosos, grupo faz recital no domingo, no Teatro Mãe de Deus

O aclamado e premiado grupo Quartenaglia, um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, faz neste domingo (5), às 20h, no Teatro Mãe de Deus, o recital de abertura do 41º Festival Internacional de Música de Londrina. O evento será realizado no formato híbrido, com público presente e transmissão ao vivo pelo canal do Youtube do festival.

Antes do recital, será realizada a cerimônia oficial de abertura do FIML, com a presença de autoridades, organizadores e patrocinadores. No Teatro Mãe de Deus será obrigatório o uso de máscara e o respeito às normas sanitárias. Para assistir presencialmente o evento é necessário retirar o ingresso pela plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/quarteto-de-violoes-quaternaglia---41-fiml__1428803 ), disponível a partir de quinta-feira (02), gratuitamente.

O Festival Internacional de Música de Londrina tem a programação pedagógica realizada de 05 a 11 de dezembro e a grade artística, estendida até 21 de dezembro. O evento tem direção pedagógica de Magali Kleber e direção artística do pianista Marco Antonio de Almeida.

Quaternaglia

Fundado em 1992 na cidade de São Paulo (SP), o grupo Quartenaglia tem sido aclamado como um dos mais importantes quartetos de violões da atualidade, tanto pelo alto nível de seu trabalho camerístico, como por sua importante contribuição para a ampliação do repertório.

Durante sua trajetória, o grupo – formado pelos violonistas Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina – vem estabelecendo um cânone de obras originais e arranjos audaciosos, que inclui a colaboração com compositores como Leo Brouwer, Almeida Prado, Egberto Gismonti, Sergio Molina, João Luiz, Javier Farías, Sergio Assad e Paulo Bellinati.

Ensemble Prize

O quarteto começou a despertar o interesse da crítica internacional no final dos anos 90, após a obtenção do “Ensemble Prize”, no “Concurso Internacional de Violão de Havana”, e da participação em importantes séries de violão e música de câmara nos Estados Unidos. Segundo o jornal Los Angeles Times, “uma aura de pureza penetrou o concerto do quarteto de violões Quaternaglia, que preencheu todos os requisitos com serenidade e inteligência em sua estreia na California”.

Discografia

A discografia do Quaternaglia inclui os CDs Quaternaglia (1995), Antique (1996) – com o qual o grupo recebeu o “Prêmio Carlos Gomes” –, Forrobodó (2000), Presença (2004), Estampas (2010),  Jequibau (2012) – finalista do “Prêmio da Música Brasileira”- e Xangô (2015), além do DVD Quaternaglia (2006), gravado ao vivo.

Lançado em 2019, o álbum Four – o primeiro produzido para a gravadora Guitarcoop – traz obras especialmente dedicadas ao quarteto por Leo Brouwer e Javier Farías, assim como arranjos ousados de Four for Tango, de Astor Piazzolla, e das “Danças Sinfônicas” de West side story, de Leonard Bernstein.

Turnês

O quarteto já se apresentou em mais de 15 estados norte-americanos, entre os quais Arizona, Califórnia, Illinois, Ohio, New York, Mississippi e Texas, em países como Portugal, Espanha, Austrália, Cuba, Uruguai e Argentina, e em 17 estados brasileiros, além de ministrar Master Classes e palestras a convite de instituições como Universidade Yale, Jacobs School of Music (Universidade de Indiana em Bloomington), Universidade de Columbia e Conservatório de Coimbra.

Além de ter gravado mais de 25 obras originais, entre as quase 50 dedicadas ao quarteto por compositores brasileiros, Quaternaglia é reconhecido pela excelência de suas interpretações de Villa-Lobos e Leo Brouwer, bem como por performances especiais de renascença e música espanhola.

Violões

Radicados em São Paulo (SP), os músicos do Quaternaglia utilizam três violões de seis cordas e um violão de sete cordas, especialmente construídos pelo luthier brasileiro Sérgio Abreu.

Para assistir no Youtube: //www.youtube.com/user/festivaldemusica2011

Assinatura

O Festival Internacional de Música de Londrina tem a direção pedagógica de Magali Kleber, direção artística do pianista Marco Antonio de Almeida, também pres. da Associação de Amigos do FIML. É uma realização da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura - Governo do Estado do Paraná // Secretaria Municipal da Cultura - Prefeitura do Município de Londrina-Promic // Casa de Cultura - Universidade Estadual de Londrina e Associação de Amigos do FIML.

Patrocínio: Copel, Unimed Londrina, Cacique, Globalsat, Dentalclean e Grupo Marajó. Apoio Cultural: Slavieiro Londrina Flat Hotel, ACIL, Cultural Inglês e Espanhol, Associação Solidariedade Sempre, Radio UEL FM, Bar Valentino, Caco Self Service e Bella Itália Ristorante. Apoio Institucional: AML, ABEM, ISME e Ciclo.

Andréa Monclar/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.