Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Um sonho que começa a se tornar realidade. Depois de muito trabalho e muita dedicação, começa a se materializar a vontade da cidade ter sua “Orquestra Municipal Jovem”.

São 50 instrumentos advindos da Fundação Nacional de Artes (Funarte), do então Ministério da Cultura e que agora vão alegrar, entreter e emocionar os rolandenses.

Os instrumentos da Orquestra são: Marimba (1), bumbo (1), clarineta (1), clarone (1), contrabaixo acústico (2), fagote (1), flauta pícolo (1), flauta transversal (1), oboé (1), saxofone alto (1), sax tenor (1), trio de tímpanos de 20, 26 e 29 polegadas (1), trombone de vara (3), trompa (3), trompete (3), tuba (1), viola (4), violino (16), violoncelo (4), bateria (1), pandeiro (1) e triângulo (1).

A Secretaria de Cultura e Turismo, por meio do Secretário Maico Dida, organizou a formação da Orquetsra com as entidades sem fins lucrativos inscritas no Fundo de Cultura Municipal e elas indicaram os músicos integrantes. Como a Orquestra é municipal, quem quiser participar, basta procurar a Secretaria de Cultura ou as entidades integrantes para ingressar na Orquestra.

O maestro da ACREBI Mauro Cuesta, provisoriamente, é o regente da Orquestra, composta por músicos da ACREBI, Unidade Social Nossa Senhora Aparecida e a Orquestra Iluminare.

O primeiro ensaio foi realizado nesta segunda-feira, dia 5 de agosto, no período noturno no Centro Cultural Nanuk e o próximo ensaio vai acontecer dia 19 de agosto, 19h, também no Nanuk. Os ensaios serão quinzenais, sempre no Nanuk. A primeira apresentação pública será marcada para o começo de setembro.

NCPMR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios