Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os músicos Braguinha, Luiza Braga, Tião Carvalho e Mau Werner vão puxar a roda de samba na Vila Cultural Cemitério de Automóveis

O encerramento da 15ª. Edição do Londrix -  Festival Literário de Londrina – neste sábado (11), às 21 horas,  será embalado por muito samba e jantar africano que prometem agitar a Vila Cultural Cemitério de Automóveis(Avenida Arthur Thomas, 342). A noite fecha com chave de ouro e ainda faz uma homenagem à Yá Mukumby, ativista do movimento negro já falecida.

Joaquim Braga, o Braguinha, acompanhado da filha Luiza Braga, vai despejar seu repertório. Luiza nasceu e cresceu ouvindo samba e agora  acompanha o pai no batuque e no canto.

Vale destacar ainda a participação especial de Tião Carvalho, músico maranhense que há anos compartilha a cultura de sua terra com Londrina. O ritmista, professor e mestre de bateria Mau Werner, marca presença puxando o Samba de Roda com músicos convidados.

O jantar africano será por adesão e no cardápio - cochila arroz afro, banana da terra, salada verde com croquete, frango afro, tchintchinga e sobremesa bolinho de chuva afro com caldo de chocolate ao leite ou amargo. Para quem chegar até às 23 horas, o convite custará apenas R$ 10. Após às 23 horas,  R$ 15.

As panelas e gamelas serão pilotadas por Lionella Aboh – “Chef Djidji”,que traz do Benin, país localizado na Costa Oeste de África, no Golfo da Guiné. Lionelar reside no Brasil há cinco anos, onde se formou em Gastronomia pela Unifil-Londrina.

Adesão pelo e-mail producaolondrix2019@gmail.com.

Vera Barão/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios