Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com organização do “É Dia de Escrever”, projeto reúne 89 novos autores divididos em grupos de jovens, pretes, indígenas, mulheres e LGBTQIA+. As agendas, transmitidas pelo YouTube, estão programadas para acontecer entre os dias 17 e 21 de agosto

Depois de uma imersão dedicada em 6 meses de oficinas de escrita criativa, contação de histórias, leitura e interpretação de textos, 89 novos autores e autoras, abraçades pelo projeto "É Dia de Escrever", lançam "Retratos Pandêmicos”. A antologia, assinada por grupos de jovens, pretes, indígenas, mulheres e LGBTQIA+, será divulgada em ebook, audiolivro e formato impresso, além de ganhar uma edição especial e colecionável. Para celebrar essa estreia, artistas realizam uma série de saraus que serão transmitidos, pelo YouTube, entre os dias 17 e 21 de agosto, sempre às 19h.

Composta por 69 textos, a obra faz uma viagem por narrativas que, embora pessoais, refletem sobre tudo e todos ao redor. 

"Por Detrás Das Telas", por exemplo, questiona as diferenças sociais que aprofundam ainda mais o acesso à educação e emprego. "Afetos e Relações" registra o amor – romântico ou não – em tempos de isolamento social. "A (R)existência Caminha" reafirma que a luta não pode parar frente aos retrocessos nas questões de gênero. “Diversas” aborda o universo feminino e plural, escancarando sentimentos, emoções, sonhos e mais. Por fim, olhares diante do "Ará Pyaú", ritual de ano-novo indígena, comemorado com a chegada da primavera, revelando os recados da natureza para a humanidade e deixando um pedido de renovação.

“São mensagens que devem ficar para a eternidade. No futuro, esse livro será uma boa ferramenta para nossos filhos e netos entenderem um pouco sobre o que foi e como sobrevivemos a esses dias traumáticos de pandemia, obscurantismo, fake news, polarização, corrupção dentro da política nacional e enfrentamento das ameaças em torno da nossa democracia”, ressalta  o produtor executivo Junior Matos.

Em todos os saraus, autores e autoras recitam suas produções inseridas na antologia. Apesar de serem chamados de "novos autores e novas autoras", algumas figurinhas marcadas estão neste elenco. Pessoas com livros já lançados, campeãs de SLAMS, poetas e poetisas que já se apresentaram antes, inclusive professores e professoras. Entre eles, nomes como Priscila Rito, Ya Ferreira, Claudia Walleska, Marian Koshiba, Zaira K. Fabre, Simone Machado, Thiago Loureiro, Ale Monteiro, Marcos Vieira e Nicole do Amaral.

 “Queremos que as pessoas escrevam mais, leiam e também se acostumem a andar entre os livros. Ao longo desse ano, inclusive, implantamos (ou ampliamos) 5 novas bibliotecas. A maioria em locais de grande vulnerabilidade social... Em espaços que lutam para levar acesso à cultura, saúde e literatura, mas que encontram grandes dificuldades para instalar, crescer e renovar seus acervos. O 'É Dia De Escrever' surgiu para fortalecer, mudar e possibilitar narrativas. A estreia dessa antologia, resultado de esforços coletivos para a concretização dessa ideia, é simbólica e representativa diante do que acreditamos”.

Para saber mais, acesse: www.editora questione.com + www.ediadeescrever.com

17/08 - 19h - Exibição no youtube do projeto + Facebook dá Diários de Viagem

18/08 - 19h - Exibição no youtube do projeto + Facebook da Casa de Cultura do M'Boi Mirim

19/08 - 19h - Exibição no youtube do projeto + Facebook da Diretoria de Cultura de São Manoel

20/08 - 19h - Exibição no youtube do projeto + Facebook da Casa de Cultura do Campo Limpo

21/08 - 19h - Exibição no youtube do projeto + Facebook do Espaço Cultural CITA

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.