Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Instituição oferece o acesso à cultura em todo o estado, com programação para diversas linguagens e públicos

O Sesi Cultura Paraná, fundado em 2008 pela Regional Paraná do Serviço Social da Indústria, dedica-se ao desenvolvimento de ações culturais no estado. Desde então, a instituição privada promove o acesso à cultura com foco em programas de formação artística e cultural, investindo em processos criativos, independentes ou de renome nacional, bem como na formação de plateia para todas as linguagens.

Em 2017, mais de 450 mil atendimentos em arte e cultura foram promovidos pelo Sesi Cultura, com um total de 900 ações realizadas em diversas cidades, distribuídas nas categorias de música, artes visuais, literatura, oficina, dança e teatro. Ao todo, 1.697 empresas e 9.759 pessoas da comunidade em geral participaram de atividades, como: festivais, oficinas e exposições artísticas. Além da programação cultural, que reuniu 76.284 espectadores, as bibliotecas do Sesi/Senai somaram 288.384 acessos e cerca de 83 mil empréstimos de livros em todo Paraná, fruto do programa de incentivo à leitura.

Ao longo destes anos, diversos programas foram desenvolvidos pela Gestão Cultural do Sesi: Circuito Cultural, Festival Sesi Música, Núcleos Criativos do Sesi, Sesi Música, Sesi Audiovisual, entre outros. “Todas essas ações sempre tiveram como diretriz o acesso à cultura, a diversidade cultural, a pluralidade da arte brasileira e a valorização dos artistas locais”, explica Anna Paula Zetola, gerente de cultura do Sesi-PR. Atualmente, a instituição possui espaços culturais em Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina, Arapongas, Pato Branco, Guarapuava e Santo Antônio da Platina, além de realizar o Circuito Cultural nos teatros em parceria com as secretarias municipais e fundações de cultura.

Entre as regionais, o Centro Cultural Sesi/AML, em Londrina, promoveu 307 ações, sendo o espaço que obteve os melhores resultados de público (18.230). “O Sesi Cultura Paraná oportuniza o conhecimento de novos projetos artísticos, de nomes desconhecidos da maximídia e também promove a profissionalização de jovens produtores, além de desenvolver a economia da cultura local”, finaliza Anna. 

Os destaques da programação do Sesi Cultura Paraná no ano anterior, foram:

• Festival de Música do Sistema Fiep: com o objetivo de revelar talentos artísticos dentro da indústria paranaense e das escolas do Sesi, Senai e IEL, o projeto atingiu 155 inscritos no ano de 2017, entre alunos, trabalhadores e dependentes das indústrias. As seis etapas regionais foram realizadas nas cidades de Maringá, Toledo, Pato Branco, São José dos Pinhais, Guarapuava e Arapongas. Um grande show comemorativo e aberto ao público apresentou a etapa final, no Teatro Sesi Campus da Indústria, em Curitiba, com a participação de Uyara Torrente, vocalista da Banda Mais Bonita da Cidade, e Conde Baltazar, da banda Trombone de Frutas. Apresentaram-se 24 artistas concorrentes, sendo oito de cada categoria (Música Sacra, MPB e Música Regional).

• Núcleos Criativos: o programa de formação que a instituição oferece para criativos nas áreas de dramaturgia, audiovisual, artes visuais e composição musical, reuniu 92 participantes em 70 encontros ao longo de 2017, distribuídos entre as cidades de Curitiba e Londrina. Já nas oficinas de artes, foram 2.492 inscritos, com a participação de 110 empresas e 1.331 espectadores. Em 2018, a instituição pretende dar continuidade ao projeto com o desenvolvimento de mais ações dentro das categorias.

• Circuito Cultural: o programa tem a proposta de oportunizar o acesso ao bem cultural. Em 2017, percorreu todo o Paraná levando espetáculos culturais ligados às Artes Cênicas ou Música para diversas regiões. Ao todo, foram 84 ações distribuídas em 24 cidades, que reuniu um público de 18.252 pessoas. Na programação do ano, os destaques foram para o show Eu Quero Mergulhar, da cantora e compositora Janine Mathias, realizado em Arapongas (maio); o espetáculo em homenagem a Noel Rosa, um dos maiores e mais importantes artistas da música no Brasil, em União da Vitória (junho) e o musical infantil Supercondutores de Energia, que rodou por 12 cidades do estado no mês de outubro.

• Sesi Música: a fim de valorizar a conexão criativa entre artistas, ao colocar em evidência os compositores e intérpretes da cena musical paranaense junto a referências culturais reconhecidas no mercado nacional, o projeto já oportunizou grandes encontros, como: Lemoskine e Fernanda Takai, Simone Mazzer e Sandra de Sá, Orquestra À Base de Corda e Lenine. Em 2017, promoveu apresentações com A Banda Mais Bonita da Cidade e Paulinho Moska; Rosa Armorial e Antonio Nóbrega; Bernardo Bravo e Filipe Catto; Mano a Mano Trio e João Bosco.

Programação 2018

Com o objetivo de ser reconhecida como a maior e melhor instituição privada na oferta de Arte e Cultura do Paraná, o Sesi Cultura prevê para este ano uma programação ainda mais abrangente e acessível. A seleção dos projetos culturais inscritos nos editais de chamamento público para compor a programação do ano será divulgada no primeiro semestre de 2018. Os trabalhos selecionados irão percorrer os teatros das unidades do Sesi-PR e espaços parceiros das secretarias municipais e fundações de cultura.

Asimp/SesiPr

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios