Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Peça passa por cidades do norte do estado com entrada franca em setembro

A partir do dia 20 de setembro, cidades da região norte do estado recebem o Circuito Cultural Sesi com a montagem Shakespeare para todos: Muito Barulho por Nada, dirigida e adaptada por Pedro Ochôa. A peça de circo-teatro inspira-se no clássico de Shakespeare Muito Barulho por Nada, considerado um dos textos mais engraçados do dramaturgo inglês, nesta versão recebe uma dose de contemporaneidade ao ter sua linguagem adaptada para a linguagem de hoje, sem perder o brilhantismo dos diálogos que caracterizam a obra original. A peça passa por Santo Antônio da Platina (dia 20), Londrina (21), Apucarana (22) e Arapongas (23), com apresentações gratuitas.

O espetáculo é resultado do trabalho do Circo Teatro Sem Lona, de Maringá. O elenco conta com Pedro Ochôa, que também assina a produção e a iluminação, Mateus Moscheta, Flavio Cardoso, Andressa Costacurta, Bruna Carvalho e Paula Renata Barbosa da Silva.

Shakespeare para todos: muito barulho por nada estreou em 2015, em Maringá, e marca a primeira adaptação do clássico inglês do grupo, na linguagem de circo-teatro. De acordo com Pedro Ochôa, o texto foi escolhido devido a sua característica de ser universal, agradar a todas as idades de expectadores, podendo ser apreciada por um público eclético. Sobre o processo criativo, Pedro conta que houve bastante preparação do grupo. “Fizemos um laboratório sobre a linguagem shakespeariana, adequando a linguagem popular de rua e as técnicas circenses, trazendo as cantigas populares para a música ao vivo”, diz. O grupo Circo Teatro Sem Lona também preservou algumas características da montagem original, como as características do espaço cênico; o cenário como simulação de um pequeno teatro “Elizabetano” com varanda; a participação da plateia, fazendo referência aos nobres que assistiam às peças de lugares privilegiados; os figurinos, que lembram as roupas da época de Shakespeare, além da música ao vivo, tocada por atores do elenco.

Circuito Cultural Sesi

O Circuito Cultural Sesi percorre todo o Paraná levando espetáculos culturais ligados as Artes Cênicas ou Música para diversas cidades e tem a proposta de oportunizar acesso ao bem cultural aos trabalhadores da indústria, seus dependentes e comunidade local.

O próximo espetáculo do Circuito Cultural Sesi que chega à região é Bichos e Buchichos. Essa montagem explora a experiência e sonoridade de instrumentos tipicamente brasileiros, como a viola, a caixa de folia e o pandeiro, para apresentar cantigas e parlendas que há tempos estão na posta da língua de crianças de diferentes regiões do Brasil. As apresentações de Bichos e Buchichos ocorrem em Santo Antônio da Platina (13/10), Londrina (14/10), Arapongas (15/10) e Apucarana (18/10).

Confira a programação

Santo Antônio da Platina

Data: 20 de setembro

Horário: 20h

Local: Auditório Sesi/Senai - Rodovia BR 153, Km40

Informações: (43) 3534-8170

Ingressos gratuitos, com retirada no dia e local com meia hora de antecedência. Sujeito à lotação do espaço

Londrina

Data: 21 de setembro

Horário: 20h

Local: Centro Cultural Sesi/AML - Praça Primeiro de Maio, 130

Informações: (43) 3322-3231

Ingressos gratuitos, com retirada no dia e local com uma hora de antecedência. Sujeito à lotação do espaço

Apucarana

Data: 22 de setembro

Horário: 20h

Local: Cine Teatro Fênix - Avenida Curitiba, 1215

Informações: (43) 3420-5329

Ingressos gratuitos, com retirada no dia e local com meia hora de antecedência. Sujeito à lotação do espaço

Arapongas

Data: 23 de setembro

Horário: 20h

Local: Arena Arte e Cultura Sesi - Avenida Maracanã, 3260

Informações: (43) 3275-8868

Ingressos gratuitos, com retirada no dia e local com meia hora de antecedência. Sujeito à lotação do espaço 

Sinopse espetáculo “Shakespeare para todos – Muito barulho por nada”:

A peça inspirada no texto “Muito barulho por nada” de Willian Shakespeare, é uma comédia que tem como cenário a cidade italiana de Messina e é envolta nas confusões amorosas das personagens. Considerado um dos textos mais hilariantes de Shakespeare, traz nesta montagem a linguagem e fala da própria obra, não transformando-as em atuais como a utilização de gírias, pois o valor da obra shakespeariana está na carpintaria do texto, tornando-a atemporal que pela beleza da escrita e do texto, mostra a capacidade que ele tinha em ver as pessoas como realmente são e não julgá-las, utilizando a verdadeira essência humana e por isto continuando a ser tão atual.

Asimp/Sesi

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios