Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Cultura 16/11/2017  17h06

Show de Cordas em Londrina

Quarteto de Cordas Bravi apresenta obras de Mozart e Villa-Lobos, hoje, no Sesi/AML

O Quarteto de Cordas Bravi, formado pelos músicos Rafael Regilio (violino I), Rodrigo Salvadego (violino II), Jhonatan Santos (viola) e Fernanda Monteiro (violoncelo), é a atração de hoje (16), em Londrina, dentro da Série Palcos Musicais 2017. O concerto será realizado às 19h30, no Centro Cultural Sesi/AML.

No programa da noite, duas obras tradicionais para esta formação: Quarteto de Cordas n° 19/C maior k.466 – “Dissonante”, de Wolfgang Amadeus Mozart, compositor austríaco do século XVIII que juntamente com Haydn e Beethoven foram responsáveis pela grande disseminação do gênero "Quarteto de Cordas"; e a segunda obra será Quarteto de Cordas N°1, do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos.

Os ingressos já estão à venda, custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), e podem ser adquiridos antecipadamente na Livraria da Silvia (Rua Belo Horizonte, 900, Loja 19, 3026-9339), através do site: www.sympla.com.br e no Sesi/AML no dia da apresentação, a partir das 18h.

A  Série Palcos Musicais 2017 não pôde usufruir do patrocínio do Promic, o programa municipal de incentivo à cultura, mas mesmo com a falta de recursos, tem procurado manter a qualidade artística das apresentações. O evento tem a coordenação da pianista e produtora cultural Irina Ratcheva, patrocínio da Unimed, Sonoco, Agência de Fomento do Paraná e Horizon John Deere. Conta também com o apoio da UEL FM, CBN, Sesi/AML,  Livraria da Silvia e Hotel Cristal Palace.

Quarteto

O Quarteto de Cordas Bravi foi formado a partir da junção dos chefes de naipe da Orquestra Acadêmica Bravi, sendo eles Rafael Regilio (violino I), Rodrigo Salvadego (Violino II), Jhonatan Santos (Viola) e Fernanda Monteiro (Violoncelo). O principal objetivo do grupo é o estudo técnico, musical e histórico do repertório para a formação de Quartetos de Cordas, gênero tido como supremo até hoje na história da música de câmara.

Série Palcos Musicais - 2017

QUARTETO DE CORDAS BRAVI

Quando: quinta-feira – 16 de novembro

Onde: Centro Cultural Sesi/AML ( Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 130)

Horário: 19h30

Ingressos: R$ 20 (inteira) R$ 10 (meia)

Venda antecipada:  Livraria da Silvia (Rua Belo Horizonte, 900, Loja 19, 3026-9339); Online: www.sympla.com.br; e no Sesi/AML no dia da apresentação, a partir das 18h

Músicos:

Rafael Regilio – Violino I

Graduado em Música pela Universidade Estadual de Londrina - UEL, Rafael Regilio é aluno do violinista e maestro Evgueni Ratchev. Como músico camerista, participou como convidado da Orquestra de Câmara “Solistas de Londrina”, Orquestra Filarmônica UniCesumar, Orquestra Sinfônica da UEM, Hamburger Camerata, entre outros.

Como arranjador, têm trabalhos executados e gravados por grupos como Quarteto Carybé, Quinteto Villa­-Lobos, Ensamble Perobal, Quinteto de Cordas OSUEL, entre outros. Atualmente é Spalla da Orquestra Acadêmica Bravi, Primeiro violino do Quarteto Bravi, além de atuar como saxofonista, bandolinista e arranjador no projeto de música instrumental brasileira Ensamble Perobal, desenvolvido pelo Prof. Dr. André Siqueira na Universidade Estadual de Londrina. É arranjador e Diretor Artístico do grupo Futuca Migué.

Rodrigo Salvadego – Violino II

Rodrigo iniciou seus estudos amadores de violino aos 12 anos na igreja, participando das aulas de teoria musical e instrumento (violino), além da orquestra. Aos 18 anos teve início da profissionalização com o professor Juraci Barbosa (violinista da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina – OSUEL), começando a priorizar o estudo de técnicas e repertórios clássicos no instrumento. Após este período, participou de grupos de estudos orquestrais, como a Orquestra Jovem da Universidade Estadual de Londrina e a Orquestra do Colégio Maxi.

Como professor, atuou em diversos conservatórios, escolas e projetos musicais na cidade de Londrina e Região. Como músico de orquestra, Rodrigo atuou por 4 anos como músico convidado da OSUEL, participou em concerto na Orquestra Filarmônica de Santa Catarina, além de grupos camerísticos.

Jhonatan Santos – Viola

Jhonatan iniciou seus estudos de Viola com o Professor Jairo Chaves, em 2005. Como músico de orquestra, atuou na Orquestra Sinfônica da Bahia – OSBA, Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina – OSUEL, Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia – OSUFBA, Orquestra Filarmônica Santa Catarina, entre outros.

Participou de concertos com a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina, Quinteto de Cordas Catarinense e Orquestra de Câmara de Salvador (OCSAL). Como solista, executou com a Orquestra Jovem da Universidade Estadual de Londrina os concertos para viola solo de G. P. Telemann e C. Stamitz. Foi finalista no Concurso de Cordas Paulo Bosísio.

De 2013 a 2016 atuou como Chefe de Naipe na Orquestra Juvenil da Bahia e foi Coordenador Pedagógico da classe de Violas do programa. Com esta orquestra participou de três turnês internacionais (Europa e Estados Unidos da América).

Formou o Quarteto Carybe. Na Coordenação de Instrumento participou da evolução pedagógica do NEOJIBA, coordenando os monitores e professores de viola atuantes na rede e a formatação de um método de viola, um compilado de estudos, para o ensino do instrumento desde o início até o nível avançado, método este aplicado em todos os núcleos do programa, com monitoramento dos professores Jairo Chaves e Gabriel Marin.

É coordenador e professor da Academia de Prática e Formação Orquestral BRAVI e é músico convidado da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina.

Fernanda Monteiro – Violoncelo

Começou seus estudos de violoncelo na Escola de Música Villa-Lobos no Rio de Janeiro. Tocou na Orquestra Jovem do Conservatório Brasileiro de Música e também na Orquestra Escola da Orquestra Petrobrás Sinfônica. Continuou seus estudos de violoncelo na UFBA, onde também concluiu o mestrado em Performance, em 2014. Foi violoncelista da OSBA (Orquestra Sinfônica da Bahia) de 2007 a 2017. Violoncelista atuante também na música popular, já tocou e gravou com Kid Abelha, Ivete Sangalo, Beto Guedes, Tulipa Ruiz, Vanessa da Matta entre tantos outros.

Em 2007, ao lado do músico e produtor Luisão Pereira inicia o projeto autoral chamado Dois em Um, cantando e tocando violoncelo. Com o duo lançou dois discos e também um DVD, lançado em 2016, gravado ao vivo no Museu do Recôncavo.

Asimp/ BRAVI:

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios