Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As atividades do 41º Festival Internacional de Música de Londrina (FIML) começam em outubro, com a realização do 1º Simpósio de Educação Musical, evento que vai reunir importantes conferencistas de diversos países. O debate central será em torno da “Diversidade das Raízes Epistemológicas na Educação Musical”, com palestras e debates transmitidos ao vivo, on-line, nos dias 01 e 02 de outubro. As conferências serão proferidas em inglês/português com tradução simultânea.

Entre os palestrantes, destaque para a Dra. Emily Akuno, da Universidade do Quênia e Presidente da ISME (Sociedade Internacional de Educação Musical); Dra. Liane Hentschke, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Dr. Bo-Wah Leung, da Universidade de Hong Kong; Dr. Andre de Quadros, da Universidade de Boston (EUA); Esinkuma James Amaegbe, da Universidade de Port Harcourt, Nigéria e Meki Nzewi, professor de Música Africana da Universidade de Port Harcourt, Nigéria, e diretor do Centro de Música Instrumental Indígena e Práticas de Dança da África.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do link: https://fiml.art.br/1o-simposio-internacional-de-educacao-musical/ . Serão emitidos certificados para os participantes pelo Festival Internacional de Música de Londrina, que tem data já definida para a 41ª edição, entre 05 e 11 de dezembro, com programação pedagógica e artística.

A discussão sobre as raízes epistemológicas na educação musical tem o objetivo de destacar a diversidade cultural no campo da Educação Musical como o eixo da reflexão sobre processos de descolonização a fim de apoiar o protagonismo dos sujeitos sociais e suas raízes epistemológicas embasadas nos contextos socioculturais bem como na sua ancestralidade.

Dessa forma, reúne educadores musicais visionários e pensadores para discutir as epistemologias que apoiem os valores simbólicos e conhecimentos existentes em diferentes culturas e comunidades. “Teremos grandes oportunidades para a reflexão e a troca de informações sobre práticas pedagógicas diferenciadas”, informa Magali Kleber, diretora pedagógica do FIML.

Abertura

A conferência de abertura será feita no dia 01 de outubro, às 16h50, pela Dra. Emily Akuno do Quênia, e atual presidente da ISME (Sociedade Internacional de Educação Musical), que desenvolve um reconhecido trabalho na área da Educação Musical, baseado no respeito à diversidade cultural e no fortalecimento internacional da área.  O tema da palestra será “Uma voz visível - O que esse tema significa para o contexto brasileiro”.

“A sua proposta vai muito além de uma visão tradicional da educação musical, uma vez que se abre para a diversidade de contextos e valores socioculturais na construção de propostas pedagógico musicais. Trata-se de um entendimento inegociável de que as práticas musicais compõem o eixo identitário dos tantos grupos sociais que encontramos pelo mundo”, conta Magali Kleber.

Parceria

O 1º Simpósio Internacional de Educação Musical conta com a parceria interinstitucional do Festival Internacional de Música de Londrina, Sociedade Internacional de Educação Musical (ISME); Associação Brasileira de Educação Musical (ABEM), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Federal de Goiás (UFG).

O Festival Internacional de Música de Londrina tem a direção pedagógica de Magali Kleber; direção artística do pianista Marco Antonio de Almeida. É uma realização da Secretaria de Estado da Cultura - Governo do Estado do Paraná // Secretaria Municipal da Cultura - Prefeitura do Município de Londrina-Promic // Casa de Cultura - Universidade Estadual de Londrina e Associação de Amigos do FIML.

Programação do Simpósio de Educação Musical

01 de outubro

16h30: Abertura com Prof.ª Dra. Magali Kleber e Dra. Flavia-Maria Cruvinel

16h50: Palestra “Uma voz visível - O que esse tema significa para o Brasil” com a Prof.ª Drª. Emily Akuno

17h10: Entrevista com Emily Akuno, mediadoras Dra. Alda Oliveira e Dra. Liane Hentschke

17h40: Palestra “Fortalecendo a diversidade de epistemologias na educação musical”, com Prof. André de Quadros. Mediação Dr.Marcus Medeiros.

18h15: Palestra Prof. Bo-Wah Leung, Mediação Sandra Oberoi

18h45: Encerramento da sessão com Sandra Oberoi

02 de outubro

Tema: Raízes epistemológicas na educação musical: vamos falar sobre descolonização

16h30: Palestra com Dr. Esinkuma James Amagebe

16h50: Mediação Grazi Bortz

17h05: Palestra com Dr. Meky Nzewi,

17h25: Mediação Dr. Vincenzo Cambria (UNIRIO BRAZIL)

17h40: Painel “Política, Ética e Educação Musical” com Carla Aguilar, Dr. Lauren Kalpaka Richerme, Dr.ª Magali Kleber, Dr.ª Flavia Maria Cruvinel e Luciana Casagrande

18h15: Encerramento do evento

Andréa Monclar/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.