Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

“Poeta das flores” é o nome do projeto literário criado por José Carlos de Souza, técnico administrativo na Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) de Londrina. Ao longo de seus 52 anos, José tem uma história de vida marcante, e acumula muitas histórias para contar.

José Carlos decidiu criar um projeto ao revisitar e organizar poemas escritos por ele guardados ao longo de sua vida. Com uma produção de 20 anos, percebeu que tinha um bom material para contar histórias inspiradas em sua trajetória, e publicou dois livros em março de 2017. Para divulgar seu projeto de forma moderna, ele criou uma página no Facebook com o nome “Poeta das flores”, onde mantém os admiradores de sua poesia sempre atualizados.

O projeto também está disponível no Youtube, com o mesmo nome. Ao se inscrever no canal do Poeta das Flores, a pessoa ajuda na divulgação e no fortalecimento do trabalho do autor. No canal também é possível assistir José recitando suas poesias em vídeo. Além disso, os livros e produtos do escritor estão disponíveis para venda no site http://www.poetadasflores.com.br/.

Obras - Seus dois livros são classificados por José como “romances poéticos”, já que mostram histórias recitadas em poemas pelos próprios personagens. É com essa técnica que ele consegue compartilhar alguns dos momentos da trajetória de sua vida com o leitor. No livro “Poeta só tem um amor” conta a história de um menino que não sabia escrever e, mesmo assim, se tornou um poeta apaixonado. Já “Poesia e o divã” conta a história de amor entre um filho de trabalhadores rurais e uma garota cujos pais eram catadores de papel, que se envolvem por compartilhar o mesmo ideal.

Segundo o poeta, as histórias têm relação com sua vida. Quando criança, José frequentava uma escola próxima ao sítio em que morava, mas que contava com professores sem formação acadêmica. Por causa disso, teve dificuldades para aprender a ler e escrever, assim como na história relatada em uma das suas obras. Quando se mudou para Londrina em 1996 – procurando uma formação adequada e oportunidades de emprego – ele, que é filho de trabalhadores rurais, começou a trabalhar em uma empresa de coleta seletiva, temas abordados em seu livro também.

A poesia de uma vida – Oriundo de Santo Antônio do Paraíso, município do Norte Pioneiro, José Carlos de Souza saiu do interior do Paraná em busca de uma nova vida.  Com 31 anos, se casou com uma professora e, para dar continuidade aos estudos, foi tentar a vida em outra cidade. Mais tarde, trabalhando como lavrador, José foi indicado por colegas ao cargo de secretário geral do sindicato da categoria. Devido à formação deficitária, acabou buscando seus próprios conhecimentos e concluiu a oitava série.

Procurando oportunidades de emprego e de continuidade na formação, José se mudou para Londrina em 1996, onde começou a atuar em uma empresa de coleta seletiva. Logo depois, prestou concurso para atuar na CMTU. Continuou estudando e é hoje bacharel em Geografia e especialista em Meio Ambiente.

Texto: assessoria da CMTU
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios