Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 

O Trio Mambembe, formado pelos cantores Paulo Vitor Poloni, Natália Lecupeva Lepri e Thiago Ribeiro Barcelos, apresenta-se no dia 25 de maio (sexta-feira), às 19h30, no Centro Cultural do Sesi/AML (Rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 130 – em frente à Concha Acústica), integrando o projeto Vozes da Cidade 2018. O show, que marca a programação de lançamentos do último cd do trio, contará com a participação da cantora Gabriela Catai, da Clusters Sisters.  O ingresso é um quilo de alimento não perecível. Deverá ser retirado a partir de uma hora antes do início do espetáculo no Centro Cultural Sesi/AML.

Criado em 2010, o Trio Mambembe desenvolve uma pesquisa estética sobre os musicais brasileiros e samba, propondo releituras interpretativas de canções através de novas possibilidades vocais e cênicas. O último cd do Trio Mambembe, lançado no final de 2017, é dedicado à obra de Chico Buarque.

Os integrantes do Trio se conheceram cantando juntos no coral jovem da Universidade Estadual de Londrina, sob o comando da regente Lucy Maurício Schimiti. Mais tarde integraram o Gupo Vocal Acorde Torto, que trabalhava com música vocal brasileira enfocando a obra de dois grandes arranjadores - Pablo Trindade e Marcos Leite. Este último norteia o trabalho estético do Trio até hoje. O trabalho do Trio Mambembe tem como referência a sonoridade dos principais grupos vocais brasileiros, desde a década de 1940, como o Bando da Lua, passando pelos grupos MPB4, além do trabalho do Grupo Vocal Garganta Profunda.

Como primeiro estudo, foi escolhida a "Ópera do Malandro", de Chico Buarque de Hollanda. Esta obra estreou originalmente no teatro, em 1978, tendo sido adaptada ao cinema em 1986 por Ruy Guerra. O que é a SambÓpera? O amor, o glamour e a decadência desfilam pelas canções que compõem o musical “Cara Malandragem, a Sambópera do Malandro”, uma adaptação do musical "Ópera do Malandro", de Chico Buarque, que ganha uma versão do grupo londrinense Trio Mambembe.

O espetáculo "Cara Malandragem – A SambÓpera do Malandro" estreou dentro da programação do 32º Festival de Música de Londrina(FML), em 2012. A partir de estudos feitos com as canções da peça e do filme “Ópera do Malandro”, o grupo Mambembe desconstrói a narrativa do texto original através da linguagem dos cabarés e do teatro de revista. O espetáculo teve direção de Sandra Parra e contou com a seguinte banda de apoio: o contrabaixista Diogo Arrebola, que assina a coordenação dos arranjos instrumentais, Guilherme Villela (bandolim), Rafael Palma (violão), André Matos (clarinete) e Bruno Cotrim (bateria).

Karen Debértolis/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL