Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Na sexta-feira (13/08), às 23h, vai ao ar na TV Aparecida o curta-metragem – inédito na emissora –  “A Vida Interior de Santa Dulce dos Pobres”. Na mesma data de exibição, a Igreja celebra a festa litúrgica de Santa Dulce. Ela foi canonizada em 2019 e tornou-se a primeira santa brasileira.

Na trama, um contador de histórias visita um casarão antigo, que, na verdade, é o interior de Santa Dulce. Lá, ele encontra todas as fases da religiosa: sua infância, mocidade e velhice, além de todas as suas habilidades. A decoração dos ambientes é inspirada na vida da santa. 

Sinopse

Todos nós temos segredos que fazem parte da nossa intimidade. A grande maioria das pessoas tem uma impressão a nosso respeito a partir daquilo que nós fazemos. Mas poucos têm acesso ao nosso interior, àquilo que nós realmente somos.

E quando esses segredos dizem respeito à vida de Irmã Dulce, a santa mais admirada e querida do Brasil? A maioria das pessoas a conhece pelas suas obras que são muitas. Mas se pudéssemos entrar no interior de Santa Dulce dos Pobres e conhecermos seus anseios e medos mais profundos? O que encontraríamos?

É sobre isso que trata o curta “A Vida Interior de Santa Dulce dos Pobres”. Uma viagem lúdica ao interior da santa entrando em contato com muitos aspectos de sua personalidade, até então desconhecidos para muitos. Uma história que traz a beleza do estilo colonial, com música armorial e um elenco que vai emocionar o telespectador. 

O curta é uma produção do Santuário Santa Dulce dos Pobres, que fica na Bahia; tem roteiro e direção de Wilde Fábio Alencar, direção executiva de Itamar Santos, e produção executiva de Roberta Daltro. A produção musical é de Eduardo Cardoso e audiovisual de José Adilson.

Biografia da religiosa

Irmã Dulce, cujo nome de batismo é Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, ficou conhecida por suas obras assistenciais aos necessitados. Religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, ela nasceu em Salvador, no dia 26 de maio de 1914.

Faleceu em 13 de março de 1992, aos 77 anos, no Convento Santo Antônio, em Salvador. A Associação Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), fundada nos anos 1950 pela religiosa na capital baiana, atualmente é um dos maiores complexos de saúde 100% gratuito do Brasil, com atendimentos para idosos, pessoas com deficiência e deformidades craniofaciais, pacientes sociais, crianças e adolescentes em situação de risco social, dependentes de substâncias psicoativas e pessoas em situação de rua.

Vera Jardim/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.