Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Eventos on-line, neste sábado (5) e domingo (6), integram festival de teatro, com apresentações virtuais, patrocinado pelo Promic

O projeto Ocupação Usina Cultural inicia, neste fim de semana, a programação virtual do mês de junho, levando ao público atrações de teatro com transmissões ao vivo pela internet. No sábado (5), a Cia Te-Ser apresenta o espetáculo “De uma à outra”, cuja temática objetiva dar voz à memória coletiva de mulheres londrinenses. E no domingo (6), será a vez do espetáculo “Psicose”, do Projeto Psicose, ocupar o palco da Usina Cultural por meio de uma abordagem cênica pautada na meta-linguagem para abordar o tema da depressão.

As duas apresentações serão transmitidas, ao vivo, pelo canal do YouTube da Usina Cultural, às 17h.

Apresentado pela Companhia Te-Ser, que tem como tema a mulher, o espetáculo teatral “De uma à outra” visa dar voz à memória de um coletivo feminino enquanto minoria que luta através do tempo para viver, ser e ocupar. A peça é conduzida pelas atrizes Raissa Bessa e Raquel Sant’Anna, que também assinam a direção do espetáculo. Elas partem de memórias pessoais e expandem-se por memórias externas, coletadas em uma pesquisa que se deu por meio de urnas, que foram espalhadas pela cidade, e entrevistas filmadas, com foco na realidade de três gerações de mulheres londrinenses.

No palco, objetos espalhados aguardam para ter suas histórias compartilhadas e é a plateia quem escolhe quais deles farão parte do espetáculo do dia, e em que ordem as coisas deverão acontecer. Nessa dinâmica, cada apresentação é uma experiência única.

Após o espetáculo, será realizado um bate-papo com a companhia sobre o processo de criação do espetáculo, via plataforma Google Meet.

 “Psicose”

O espetáculo, do Projeto Psicose, parte da dramaturgia de Sarah Kane, especificamente o texto “psicose 4:48”, que, somada às inquietações da equipe propositora, tende a sacudir algumas estruturas cênicas, além de propor reflexões a respeito do suicídio e da marginalização de transtornos mentais.

A estrutura textual fragmentada foi o fio condutor do processo criativo, resultando em um espetáculo que tem por condução a aleatoriedade, efemeridade e o jogo. O espetáculo reflete a fragmentação do texto, dando abertura para diferentes interpretações, conexões e possibilidades, seguindo uma ordem não cronológica.

A partir da pesquisa de objetos usados frequentemente para o suicídio, foi construindo-se cada cena independentemente da relação dela com a outra, criando fragmentos que se conectam como uma imagem em mosaico, refletindo angústias, amores e as dores de uma vida em psicose. A peça pretende gritar as vozes que são silenciadas pelos medicamentos e pela sociedade, pelas instituições e políticas que controlam nosso corpo, (re)mexendo com o ser/estar, assim como problematiza e critica as ações sociais, relacionais e psicológicas que envolvem os indivíduos.

Ocupação Usina Cultural

O projeto conta com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) e consiste em um festival com transmissão ao vivo de dez espetáculos teatrais, iniciado em 20 de maio. A programação vai até 19 de junho, reunindo oito companhias de Londrina e duas de Maringá, ao todo.

Todas as apresentações são transmitidas, gratuitamente, pelo canal de YouTube da Usina Cultural. As apresentações são semanais e o público ainda poderá participar de ações formativas com bate-papos, vivências e oficinas culturais.

A programação do projeto foi elaborada a partir de um edital público de seleção, lançado em março de 2020, contemplando propostas com variadas expressões artísticas no campo das artes cênicas. Inicialmente planejado para acontecer de forma presencial, o projeto passou o primeiro ano de pandemia em constante processo de adequação para chegar à proposta de programação virtual.

Canais

A programação completa do festival Ocupação Usina Cultural pode ser conferida na plataforma Londrina Cultura e nos canais do Facebook e Instagram da Usina Cultural. Os espetáculos são transmitidos, exclusivamente, pelo canal de YouTube da Usina Cultural. Já as ações formativas, como bate-papos e oficinas, são realizadas através do Google Meet, com formulário prévio de inscrição.

YouTube: https://tinyurl.com/1qxgkdg4

Instagram: https://tinyurl.com/465kw2vr

Facebook: https://tinyurl.com/5xmb347w

Londrina Cultura: https://tinyurl.com/2p6wxe47

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios