Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os abates de bovinos e frangos recuaram no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo dados divulgados hoje (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no segundo trimestre deste ano, foram abatidas 7,42 milhões de cabeças de bovinos, 3,1% a menos do que no mesmo período de 2016.

Mesmo com a queda em relação a 2016, o abate de bovinos teve um aumento de 0,3% em relação ao primeiro trimestre deste ano.

O abate de frangos, que chegou a 1,43 bilhão no segundo trimestre do ano, teve quedas de 4% na comparação com o primeiro trimestre deste ano e de 4,5% em relação ao segundo trimestre de 2016.

O abate de suínos, por sua vez, atingiu o maior número desde 1997: 10,62 milhões de cabeças no segundo trimestre deste ano. O aumento foi 1,3% em relação ao primeiro trimestre deste ano e 0,2% na comparação com o segundo trimestre de 2016.

A produção de ovos de galinha, que chegou a 816,1 milhões de dúzias no segundo trimestre de 2017, também teve aumentos de 3,3% na comparação com o trimestre anterior e 7,3% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Aquisição de leite e couro

A aquisição de leite pelas indústrias beneficiadoras, que chegou a 5,64 bilhões de litros, recuou 3,7% do primeiro para o segundo trimestre, mas avançou 8% na comparação com o segundo trimestre do ano passado. 

Já a aquisição de Couro, que envolveu um total de 8,23 milhões de peças inteiras, recuou 1,2% no trimestre e 4,8% na comparação anual.

Agência Brasil

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.