Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

SPC ACIL aponta que o número de consumidores que tiveram seu nome negativado é o menor desta série histórica, reflexo na queda das vendas também significando uma base maior de clientes com capacidade de tomar crédito

Os dados do mês de dezembro continuam mostrando forte queda na quantidade de consumidores que tiveram seu nome incluído no cadastro de inadimplentes. Houve redução de 22% no número de pessoas negativadas em relação ao mesmo mês do ano passado. Já 2020 terminou com 36% menos consumidores incluídos no cadastro de restrição de crédito, situação inédita nos últimos 5 anos.

 “Se de um lado esta queda é resultado de menor venda a crédito no varejo em função do ano atípico em decorrência da COVID-19, por outro, significa que a cidade de Londrina conta com uma base de clientes com potencial de tomar crédito significativamente maior que em outros momentos”, explica o consultor econômico da ACIL, Marcos Rambalducci.

Segundo o economista, esta base somente não é mais larga ainda em razão da situação econômica do consumidor que não conseguiu limpar seu nome na mesma proporção que em anos anteriores. No mês de dezembro, foram 32% menos clientes que conseguiram quitar dívidas atrasadas e no total do ano foram 31% menos consumidores que conseguiram sair do cadastro de restrição de crédito.

“De qualquer forma, a recuperação dos postos de trabalho formal, os juros baixos e a retomada do otimismo das famílias apontam para uma recuperação do mercado varejista nos próximos meses”, ressalta Rambalducci.

Asimp/ACIL

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.