Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Medidas na gestão de energia elétrica e de cartões podem reduzir os gastos com uma loja e refletir em preços mais competitivos para o consumidor

Para que os supermercadistas possam iniciar o ano com um planejamento de corte de despesas com energia elétrica e na gestão de cartões, a Apras (Associação Paranaense de Supermercados) realiza no dia 20 de janeiro, das 8h às 18h30, no Hotel Bourbon, o I Encontro dos Empresários Supermercadistas do Paraná. No evento, especialistas nas áreas vão apresentar as tendências e as inovações que proporcionam economia e sustentabilidade.

Com o aumento de mais de 100% nas contas de luz em 2015, os gastos com energia elétrica se tornaram a segunda maior despesa de um supermercado, ficando atrás apenas da folha de pagamento. “Tivemos um ano de recessão, em que se configurou um aumento nas despesas e na diminuição do poder de compra da população. Neste cenário, é fundamental planejar um 2016 que vise a economia”, afirma o presidente da Apras, Pedro Joanir Zonta.

Uma loja com iluminação em LED pode reduzir em até 50% o consumo de energia elétrica, o que também diminui o descarte no meio ambiente por ter uma durabilidade três vezes maior.  O engenheiro Carlos Aurélio Grebe, que vai falar sobre iluminação, destaca a tendência de utilizar equipamentos que controlam a luminosidade do ambiente de forma automática.

Já o projeto arquitetônico de uma loja, além de proporcionar beleza e conforto, também pode oferecer alternativas para aproveitar a iluminação natural, como a implantação dos Dômus Prismáticos na cobertura, que permitem a entrada da luz solar e filtram em até 98% os raios ultravioletas.

Uma das tendências sustentáveis que será apresentada pelo engenheiro Rogério Rodrigues, da Eletrofrio, são as portas instaladas nos balcões de congelados e refrigerados, que mantêm os produtos mais bem conservados e reduzem em até 60% a carga térmica, contribuindo para a redução do consumo de energia. Os balcões refrigerados também podem oferecer mais um ponto de sustentabilidade ao trocar o gás R22 pelo Glicool, inofensivo à camada de ozônio e que reduz em até 90% os gases poluentes.

O Encontro será para os supermercadistas de todos os tamanhos, o que oferece uma oportunidade ao pequeno e ao médio de se modernizarem e de terem acesso às empresas que já trabalham com os grandes players.

Em 2014, praticamente 60% de todas as vendas dos supermercados foram feitas por meio de algum tipo de cartão. Hoje, as empresas de cartão chegam a ficar com 1% a 2% do resultado do setor. O cartão alimentação, por exemplo, pode custar até 5% do preço de venda de um produto e representar até 25% da margem do supermercado. “Buscar negociações mais adequadas e conseguir um preço mais competitivo vai contribuir com todo o setor, inclusive com a população, pois a diminuição pode ser repassada nos preços finais de venda”, destaca o diretor da Apras, Adaílton Santos.

O evento trará palestras com empresas de gestão de cartões, entre elas a Stone, que já confirmou presença, e também sobre Refrigeração, Iluminação e Ar-Condicionado, além de apresentar cases de sucesso de empresas que tiveram bons resultados, como o Condor Super Center.

Para os interessados em participar, basta entrar em contato pelo e-mail secretaria@apras.org.br ou pelo telefone (41) 3263.7000.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios