Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O mês de maio trouxe uma inversão em relação aos indicadores anteriores: foi maior a inclusão de consumidores ingressando na condição de inadimplentes, mas também mais pessoas deixaram o cadastro negativo

O indicador do Sistema de Proteção ao Crédito da Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) aponta uma diminuição de 15% na inadimplência dos consumidores londrinenses quando analisado o comportamento dos primeiros cinco meses do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Já na análise do conjunto de consumidores que estavam com o nome negativado, os números indicam que maio apresentou elevação na taxa de pessoas que conseguiram sair da restrição cadastral. Foram 14,6% mais consumidores que conseguiram negociar suas dívidas e tirar o nome do cadastro de inadimplentes.

Mas considerando o período de janeiro a maio de 2019 com o mesmo período de 2018, este indicador aponta que 29% menos pessoas conseguiram limpar o nome.

Os dados do SPC ACIL mostram ainda elevação na quantidade de consumidores que não conseguiram quitar suas dívidas e tiveram seu nome incluído no cadastro de proteção ao crédito. O indicador de inadimplentes apontou aumento de 10% no mês de maio de 2019 em relação a maio de 2018.

“Embora o mês de maio tenha vindo com números atípicos, quando analisados os cinco primeiros meses do ano, ainda fica claro que o consumidor está muito atento ao pagamento de suas contas, mas aqueles que não conseguiram mantê-las em dia, agora estão com dificuldades de sair do cadastro de restrição ao crédito”, explica o consultor econômico da ACIL, Marcos Rambalducci.

Susan Naime Bortoti/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios