Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pela modalidade é possível custear desde festas, procedimentos cirúrgicos e até turismo

Você sabia que é possível pagar uma viagem de turismo ou intercâmbio com consórcio? Uma das alternativas financeiras oferecidas pelo BB para este propósito é o consórcio de serviços, que pode cobrir desde custos com festas, procedimentos cirúrgicos e estéticos e, acreditem, até mesmo viagens!

Grandes números
O primeiro grupo dessa modalidade de serviços foi lançado pelo BB em 2011. De lá pra cá, já foram comercializados R$ 56 milhões em mais de 4,5 mil cotas. Dessas, mais de 300 cotas foram contratadas exclusivamente para consumo de serviços de turismo e hotelaria. Em 2016, foram quase R$ 9 milhões em negócios. Apenas em 2017, houve um crescimento de mais de 100% em consórcios de serviços, já que nos primeiros cinco meses foram contratados quase R$ 19 milhões em consórcios de serviços em geral. Para o final do ano, a perspectiva é super positiva: a BB Consórcios tem a meta de superar em 400% as vendas de consórcios de serviços em relação a 2016.

Como funciona?
Por definição, em um consórcio, um grupo de pessoas se junta e paga parcelas mensais para a administradora. Quando a soma dos pagamentos atinge o valor do consórcio, um dos participantes é sorteado e recebe a carta de crédito. No caso do consórcio de serviços, esse valor pode ser usado para viajar, por exemplo. Sem juros e sem incidência de IOF, o que se paga é uma taxa de administração. Para esta modalidade, pela BB Consórcios, a taxa de administração é de apenas de 0,6% ao mês, bastante compatível com o oferecido pelo mercado.

Existem duas formas de ser contemplado e realizar a viagem, por exemplo. Esperando o final da vigência do grupo que você participa ou poder contar com a sorte para ser contemplado antes do final do prazo. Ou, então, dar lance, assim como em um leilão: quem der o lance mais alto leva a possibilidade de adquirir o bem ou serviço primeiro. Para se ter uma ideia, no mês passado um lance de R$ 4 mil levou a carta de crédito de um consórcio de serviços de R$ 10 mil. Na prática, o cliente que fizer, hoje, um consórcio deste tipo, ainda consegue - a depender do lance - ser contemplado em junho, para poder viajar nesta temporada de férias do meio do ano. A vantagem é que com a carta de crédito, a própria viagem pode ficar mais barata, já que custos podem ser pagos à vista às agências de viagem e hotéis, por exemplo, eventualmente com descontos.

Mobile

Em apenas 17 Dias de operação no mobile, os produtos de consórcio, em geral, no BB, venderam R$ 12,5 Milhões. Especificamente para o consórcio de serviços, foram comercializados R$ 600 mil. Uma média de mais de R$ 35 mil por dia, apenas pelo aplicativo recém lançado, para consórcios de serviços, que conta com tíquete médio relativamente baixo (entre R$ 5 mil e R$ 10 mil).

Asimp/BB

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.