Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Banco foi convidado para debater financiamento e desenvolvimento das cidades

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) foi uma das instituições financeiras de fomento convidadas a participar da reunião temática “Financiar o Desenvolvimento Sustentável”, que começou esta semana na Cidade do México. O evento integra a série de debates preparatórios para a Conferência Hábitat III, promovida pela Organização das Nações Unidas e Fundo Mundial para o Desenvolvimento das Cidades (FMDV), e que acontece em outubro no Equador.

Durante toda a semana, os participantes vão discutir e propor soluções para a construção de um sistema financeiro de fomento capaz de atender a necessidade de expansão e melhoria da infraestrutura das cidades. Os resultados da discussão serão sintetizados numa declaração final conjunta a ser divulgada nesta sexta-feira (11), dia do encerramento do evento. Além das instituições de fomento, participam da reunião pesquisadores, representantes de governos, da sociedade civil e do setor privado de diversos países.

Para o diretor de operações do BRDE, Wilson Quinteiro, representante do banco na reunião, o convite demonstra o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo BRDE na promoção do desenvolvimento regional. “Foram convidadas as principais instituições mundiais de fomento, como Banco Mundial, KfW Bankengruppe [banco alemão de fomento], Agência Francesa de Desenvolvimento e Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento de Capital [UNCDF]. Trata-se de uma oportunidade única para apresentar o BRDE, estreitar as relações com bancos estrangeiros e quem sabe futuramente até conseguir estabelecer parcerias para aumentar o capital do banco”, disse Quinteiro.

Atualmente, as cidades são responsáveis pela geração de 80% do produto interno bruto mundial, mas mesmo assim nem sempre há recursos disponíveis para a melhoria das condições de infraestrutura ou incentivo ao desenvolvimento econômico e social dos centros urbanos. Por isso, a ONU reconhece a necessidade de mecanismos de financiamento inovadores e efetivos, com marcos legais e institucionais bem definidos.

“Sem dúvida, é necessário estabelecer uma rede de fomento capaz de atender às necessidades tanto dos empreendedores privados quanto dos governos locais para promover o desenvolvimento urbano sustentável. Nesse sentido, o BRDE oferece um bom exemplo de como é possível atuar nessas duas esferas, pois, além dos financiamentos privados, o banco também oferece recursos para os governos municipais, através do BRDE Municípios”, lembrou o diretor do BRDE. Só em janeiro deste ano, seis municípios paranaenses tiveram autorização para licitação de obras com recursos do programa BRDE Municípios, totalizando R$ 46,9 milhões para investimentos nas áreas de educação, infraestrutura e mobilidade.

Além da reunião temática sobre financiamento que acontece no México, já foram realizados outros encontros similares em Tel-Aviv (Israel), sobre compromisso cívico; em Montreal (Canadá), sobre áreas metropolitanas; Cuenca (Equador), sobre cidades intermédias; e em Abu Dabi (Emirados Árabes), sobre energia. Antes da Conferência Hábitat III em Quito (Equador), que acontece de 17 a 20 de outubro deste ano, haverá reuniões temáticas preparatórias também em Barcelona (Espanha) e em Pretória (África do Sul), sobre assentamentos informais.

Asimp/BRDE

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios