Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Banco foi convidado para debater financiamento e desenvolvimento das cidades

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) foi uma das instituições financeiras de fomento convidadas a participar da reunião temática “Financiar o Desenvolvimento Sustentável”, que começou esta semana na Cidade do México. O evento integra a série de debates preparatórios para a Conferência Hábitat III, promovida pela Organização das Nações Unidas e Fundo Mundial para o Desenvolvimento das Cidades (FMDV), e que acontece em outubro no Equador.

Durante toda a semana, os participantes vão discutir e propor soluções para a construção de um sistema financeiro de fomento capaz de atender a necessidade de expansão e melhoria da infraestrutura das cidades. Os resultados da discussão serão sintetizados numa declaração final conjunta a ser divulgada nesta sexta-feira (11), dia do encerramento do evento. Além das instituições de fomento, participam da reunião pesquisadores, representantes de governos, da sociedade civil e do setor privado de diversos países.

Para o diretor de operações do BRDE, Wilson Quinteiro, representante do banco na reunião, o convite demonstra o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo BRDE na promoção do desenvolvimento regional. “Foram convidadas as principais instituições mundiais de fomento, como Banco Mundial, KfW Bankengruppe [banco alemão de fomento], Agência Francesa de Desenvolvimento e Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento de Capital [UNCDF]. Trata-se de uma oportunidade única para apresentar o BRDE, estreitar as relações com bancos estrangeiros e quem sabe futuramente até conseguir estabelecer parcerias para aumentar o capital do banco”, disse Quinteiro.

Atualmente, as cidades são responsáveis pela geração de 80% do produto interno bruto mundial, mas mesmo assim nem sempre há recursos disponíveis para a melhoria das condições de infraestrutura ou incentivo ao desenvolvimento econômico e social dos centros urbanos. Por isso, a ONU reconhece a necessidade de mecanismos de financiamento inovadores e efetivos, com marcos legais e institucionais bem definidos.

“Sem dúvida, é necessário estabelecer uma rede de fomento capaz de atender às necessidades tanto dos empreendedores privados quanto dos governos locais para promover o desenvolvimento urbano sustentável. Nesse sentido, o BRDE oferece um bom exemplo de como é possível atuar nessas duas esferas, pois, além dos financiamentos privados, o banco também oferece recursos para os governos municipais, através do BRDE Municípios”, lembrou o diretor do BRDE. Só em janeiro deste ano, seis municípios paranaenses tiveram autorização para licitação de obras com recursos do programa BRDE Municípios, totalizando R$ 46,9 milhões para investimentos nas áreas de educação, infraestrutura e mobilidade.

Além da reunião temática sobre financiamento que acontece no México, já foram realizados outros encontros similares em Tel-Aviv (Israel), sobre compromisso cívico; em Montreal (Canadá), sobre áreas metropolitanas; Cuenca (Equador), sobre cidades intermédias; e em Abu Dabi (Emirados Árabes), sobre energia. Antes da Conferência Hábitat III em Quito (Equador), que acontece de 17 a 20 de outubro deste ano, haverá reuniões temáticas preparatórias também em Barcelona (Espanha) e em Pretória (África do Sul), sobre assentamentos informais.

Asimp/BRDE

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.