Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Setores continuam evoluindo em Londrina e registrando saldos positivos; setor de serviços sofre impacto de fechamento de empresa de call center

Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta tarde pelo Ministério da Economia, a cidade de Londrina registrou 6.644 contratações, frente a 6.782 desligamentos em maio, o que resultou em um saldo negativo de 138 postos de nesse mês. No acumulado do ano, Londrina registra um saldo positivo de 3.322.

Os números mostram que os setores da indústria, construção e comércio registraram, juntos, 3.127 admissões e 2.598 demissões nesse período, o que representa um saldo positivo de 529 trabalhadores inseridos no mercado formal de trabalho.

Se os três setores continuaram numa tendência de evolução, por outro lado, o setor de serviços registrou um saldo negativo de 665 postos de trabalho. Somente esse setor demitiu 4.174 trabalhadores no mês de maio.

O fim das operações de uma empresa tradicional de call center na cidade, que precisou desligar um número expressivo de trabalhadores em maio, teve um impacto significativo, não só no setor, como nos números da cidade de uma forma geral.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, o bom desempenho da cidade é o que manteve o equilíbrio em um mês atípico. “Londrina, apesar do saldo negativo, continua tendo evolução. É preciso entender que somente uma empresa teve que demitir centenas de funcionários por conta de um encerramento de contrato. Isso, naturalmente, impacta o saldo de empregos da cidade. Analisando todos os setores, inclusive o de serviços, vemos que Londrina continua numa tendência de retomada”, frisou.

Santos explicou especificamente a performance do setor de serviços. “Se olharmos com atenção, em abril, foram 2.693 contratações no setor de Serviços, enquanto em maio esse número cresceu para 3.509 admissões. Foram quase mil pessoas contratadas a mais do que no mês anterior. Tivemos uma demissão massiva, o que é um fato excepcional. Por isso, considerando esse fato, o setor de Serviços também teve um bom desempenho em maio”, afirmou o secretário.

O presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, acrescentou que a pandemia do novo coronavírus e as medidas mais restritivas de circulação, acabaram refletindo no saldo de empregos do mês de maio. “Queremos superar esse momento tão difícil que a pandemia causou e estamos prontos para receber investimentos e novas oportunidades, buscados através de muito esforço da prefeitura e da Codel. Estamos focados no futuro com a construção da Cidade Industrial, a atração de novas empresas e indústrias e o planejamento estratégico do MasterPlan. Os resultados logo aparecerão”, elencou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.