Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A cidade de Cambé continua se destacando na geração de empregos formais neste ano, de acordo com os dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) na quarta-feira (29). No mês de agosto, Cambé admitiu 1146 pessoas e dispensou outras 963, ficando com saldo positivo de 183 novos postos de trabalho com carteira assinada no mês e um crescimento de 0,77%.

Agosto foi o oitavo mês consecutivo que a cidade apresentou saldo positivo na geração de empregos. Nos oito primeiros meses de 2021, a geração de empregos na cidade cresceu 9,51%, enquanto que nos doze meses de 2020 o aumento foi de 4,43%.

O prefeito Conrado Scheller comemora os números. "Nós fechamos o ano com saldo negativo, mas conseguimos recuperar já em janeiro e não deixamos mais cair. São oito meses de empregabilidade em alta em Cambé e a tendência é mantermos essa média, pois aqui no município, a retomada já começou", frisa Scheller.

Desde o início do ano, as áreas que vêm se destacando mais na cidade são a indústria e o comércio. No mês de agosto, os setores ficaram com saldo positivo de 94 e 47, respectivamente. A agropecuária, que vinha enfrentando saldos negativos nos últimos meses, apresentou saldo positivo de 7 empregos gerados. Os setores de construção e de serviços também ficaram com saldos positivos no mês. Cambé conta com mais de 24 mil pessoas trabalhando com carteira registrada em empregos formais.

No mês, Cambé ficou com saldo proporcional pouco abaixo de Londrina (1,13%) e do Brasil (0,9%), mas acima do Paraná (0,76%). "São números que nos deixam muito animados e que mostram que Cambé está em um bom momento econômico com a chegada de novas empresas e a abertura de postos de trabalho", apontou o secretário Municipal do Trabalho, José Aparecido Rolim.

Segundo o economista, consultor e professor universitário, Marcos Rambalducci, os dados divulgados pelo Caged mostram que a cidade de Cambé continua em um ciclo virtuoso na criação de novos empregos com carteira assinada. "A Indústria é o setor com maior presença na geração de empregos em Cambé, representando 46,1% de todos os empregos com carteira assinada no período, em uma clara percepção da confiança depositada por este segmento no desenvolvimento da cidade. O Comércio com um saldo de 532 postos, seguido do Setor de Serviços com outros 325 postos e a Construção Civil com mais 273 postos, nestes primeiros 8 meses do ano caminha para encerrar um 2021 de franca recuperação", analisa o consultor.

NCPMC

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.