Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA), vice-presidente da comissão mista da reforma tributária, disse ao Congresso em Foco Premium acreditar que a proposta avançará no Congresso Nacional após o fim da pandemia de covid-19. Ele admite, inclusive, que as discussões ocorram ainda durante a crise. As sessões no Congresso estão sendo feitas virtualmente por conta da pandemia. “Sou contra a tramitação de uma PEC através de sessões remotas, mas se não houver outra forma, poderá ser dessa maneira, que repito não é a ideal”, disse Rocha.

O deputado justificou seu otimismo com a tramitação da matéria pelo fato de o coronavírus afetar negativamente a economia, o que, segundo ele, reforça a necessidade de uma reorganização tributária. “Ela será aprovada este ano porque, depois dessa pandemia, a economia brasileira, mais do que nunca, vai precisar de um novo sistema tributário para voltar a crescer e gerar riquezas”.

A opinião é compartilhada pelo autor da PEC de reforma tributária da Câmara, o deputado Baleia Rossi (SP), que também é presidente nacional do MDB e líder do partido. “Acredito que, assim que voltarmos, à normalidade podemos votar”, afirmou. Autor da PEC em tramitação no Senado, o ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) concorda: “Será a principal reforma para ajudar a tirar o Brasil da profunda recessão que estamos passando”.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios