Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Hildo Rocha (MDB-MA), vice-presidente da comissão mista da reforma tributária, disse ao Congresso em Foco Premium acreditar que a proposta avançará no Congresso Nacional após o fim da pandemia de covid-19. Ele admite, inclusive, que as discussões ocorram ainda durante a crise. As sessões no Congresso estão sendo feitas virtualmente por conta da pandemia. “Sou contra a tramitação de uma PEC através de sessões remotas, mas se não houver outra forma, poderá ser dessa maneira, que repito não é a ideal”, disse Rocha.

O deputado justificou seu otimismo com a tramitação da matéria pelo fato de o coronavírus afetar negativamente a economia, o que, segundo ele, reforça a necessidade de uma reorganização tributária. “Ela será aprovada este ano porque, depois dessa pandemia, a economia brasileira, mais do que nunca, vai precisar de um novo sistema tributário para voltar a crescer e gerar riquezas”.

A opinião é compartilhada pelo autor da PEC de reforma tributária da Câmara, o deputado Baleia Rossi (SP), que também é presidente nacional do MDB e líder do partido. “Acredito que, assim que voltarmos, à normalidade podemos votar”, afirmou. Autor da PEC em tramitação no Senado, o ex-deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) concorda: “Será a principal reforma para ajudar a tirar o Brasil da profunda recessão que estamos passando”.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.