Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Antepenúltima semana de votação no Congresso este ano. No Salão Azul, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), dá coletiva sobre orçamento secreto e PEC dos Precatórios. Atrás das câmeras de TV e de jornalistas, o ex-deputado Luiz Carlos Hauly acompanha as declarações de Pacheco com cabeça em outra pauta: a PEC 110, da reforma tributária, de sua autoria.

Apesar de todas as indicações de que dificilmente isso irá acontecer, seja este ano ou mesmo nesta legislatura, o ex-deputado tucano não perde a esperança de ver o texto aprovado. Além do calendário apertado de 2021 e da falta de mobilização política para votar a PEC, nada indica que a proposta será votada também em 2022, ano que será esvaziado no Congresso por causa das eleições.

Hauly, no entanto, cerca Pacheco pelos corredores e não perde a fé: “Ele [Pacheco] sempre diz que está trabalhando nisso”. Para o autor da PEC, “90% das arestas foram aparadas” na atual versão apresentada pelo relator, Roberto Rocha (PSD-MA). “Eles votam quando quiserem. Não vão votar essa PEC dos Precatórios agora? É uma proposta suprapartidária. É só botar para votar”, disse o ex-deputado ao Congresso em Foco.

A reforma proposta por Hauly é ampla. Prevê a unificação de impostos, a criação de um imposto único agregado e um modelo mais próximo do adotado por cerca de 170 países. O tucano tem números e mais números na ponta da língua.

“Com a reforma, podemos tirar de R$ 500 bilhões a R$ 700 bilhões do preço dos produtos. São gorduras embutidas nos preços que não chegam aos cofres públicos”, advertiu. “Desses R$ 500 bilhões, R$ 300 bilhões decorrem de renúncia do ISS, do ICMS, do IPI, do PIS e da Cofins. Os outros R$ 200 bilhões vêm da inadimplência desses tributos”, explicou. Hauly vê senadores circulando pelo corredor e segue atrás deles em busca de apoio para tirar a reforma do papel. “É uma reforma congressual”. Por enquanto, não há qualquer previsão de análise da PEC 110.

(https://congressoemfoco.uol.com.br/area/congresso-nacional/em-meio-a-pec-dos-precatorios-autor-da-reforma-tributaria-faz-corpo-a-corpo-solitario-no-senado/)

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.