Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A indústria de transformação do Paraná cresceu 8,8% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, reforçando a tendência de retomada do setor, um dos mais afetados pela crise econômica. No acumulado de 2017, o avanço da produção industrial paranaense foi de 4,6%, o maior do País.

O resultado alcançado entre janeiro e agosto foi o melhor para o período desde 2011, quando o setor industrial do Paraná havia crescido 9,3%, conforme os dados da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Regional, divulgada nesta terça-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desempenho da indústria paranaense foi puxado pelos setores de máquinas e equipamentos e automotivo, com crescimento de 61,5% e 13,5%, respectivamente. “O setor de máquinas e equipamentos, especialmente na produção tratores e colheitadeiras, foi beneficiado pelo crescimento do agronegócio, com a boa safra agrícola”, afirma Julio Suzuki Júnior, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

Segundo o economista do Ipardes, além do avanço da renda no campo, que permitiu ao produtor investir mais na compra de maquinário, o segmento também vem registrando bons resultados nas exportações. Com relação aos automóveis, os crescimento é atribuído a retomada do mercado interno, aumento das exportações e o lançamento de novos produtos.

Os dois setores são destaque, mas a retomada da indústria no Estado é generalizada. Dos 13 segmentos pesquisados pelo IBGE, nove tiveram resultados positivos. “Isso mostra que a retomada é abrangente e consistente”, diz Suzuki Júnior.

MAIOR DO PAÍS - No acumulado deste ano, o Paraná foi o estado com maior crescimento da indústria de transformação (que exclui a atividade extrativa) no País. Ficou à frente de Santa Catarina (3,7%) e Amazonas e Espírito Santo, cada um com avanço de 2,7%. No Brasil, a indústria da transformação cresceu 0,8% na mesma base de comparação.

Nos últimos 12 meses, terminados em agosto, a indústria do Paraná cresceu 2,9% e na comparação entre agosto e julho, com ajuste sazonal, houve ligeira queda, de 0,4%.

SETORES - Outros destaques nos primeiros oito meses do ano foram os setores de bebidas, com crescimento de 5,5%; produtos minerais não metálicos (4,3%) e produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (1,3%); e produtos de borracha e material plástico, também com 1,3%.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.