Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Uma pesquisa realizada pela ACIL apontou os impactos da crise da Covid-19 nas empresas e revelou algumas das principais dificuldades no dia a dia em termos de faturamento e demissões, entre outras informações, no momento em que precisaram fechar as portas para conter a pandemia e tiveram a saúde financeira dos negócios comprometida. O levantamento foi realizado em parceria com a Litz Estratégia e Marketing no período de 9 e 14 de abril, e obteve 233 respostas de empresas por meio eletrônico.

Confira as maiores dificuldades apontadas pelas empresas neste período:

Aspectos que mais geram preocupações decorrentes desse período:

82,4% temem falta de recursos financeiros e fluxo de caixa impactando significativamente os negócios da empresa.

64,4% temem diminuição na demanda futura no seu segmento..

57,1% temem a necessidade de demitir colaboradores.

Sua empresa realizou demissão de algum colaborador no mês de março?

24,5% do comércio demitiram algum colaborador.

13% da indústria demitiram algum colaborador.

20% dos serviços demitiram algum colaborador.

Pretende demitir em abril?

27,3% do comércio pretendem realizar alguma demissão em abril.

30,4% da indústria pretendem realizar alguma demissão em abril.

15% dos serviços pretendem realizar alguma demissão em abril.

Em março deste ano, em relação a março de 2020, o impacto percentual no faturamento da empresa diminuiu:

83,6% do comércio tiveram diminuição no orçamento de março de 2020 em comparação a março de 2019.

82,6% da indústria tiveram diminuição no orçamento de março de 2020 em comparação a março de 2019.

69% dos serviços tiveram diminuição no orçamento de março de 2020 em comparação a março de 2019.

Considerando as projeções dos resultados das vendas da empresa até o final do ano, você acredita que, em relação a 2019, irão diminuir?

77,3% do comércio acreditam que as vendas irão diminuir

65,2% da indústria acreditam que as vendas irão diminuir

73% dos serviços acreditam que irão diminuir

É a favor das medidas restritivas tomadas para contenção da disseminação do novo coronavírus?

60,5% defendem restrições para grupos específicos.

29,2% defendem restrições para todas as pessoas.

8,2% não defendem restrições.

Ranulfo Pedreiro/Asimp/Acil

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.