Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Encontro Estadual de Agentes de Crédito e Desenvolvimento Fomento Paraná e Sebrae-PR, realizado em Faxinal do Céu, foi marcado também pela apresentação da nova linha Microcrédito Fácil à rede de agentes. Uma série de adaptações foram feitas para simplificar e tornar mais rápido e fácil o processo de concessão de microcrédito na instituição financeira do Governo do Estado.

“A nova linha veio para facilitar a vida do empreendedor. É um novo produto com uma velocidade e agilidade muito maior do que o produto antigo e com isso vamos agilizar as operações e o crédito chegará mais rápido e fácil àqueles que mais necessitam”, diz o presidente da Fomento Paraná, Vilson Ribeiro de Andrade.

O gerente de Mercado da instituição, Richer de Matos, acrescenta que foi criada uma matriz de pontuação para auxiliar no cadastramento das propostas. “A matriz analisa uma série de variáveis e informa a possibilidade de sucesso de uma proposta avançar para as fases de análise de cadastro e de crédito e se transformar em um contrato, ou não”, explica. “Vamos ganhar tempo e com esse tempo vamos poder analisar mais propostas, aumentando a produtividade. Também deve liberar espaço na agenda dos analistas para que eles possam estar mais em campo.”

A Fomento Paraná também promoveu um nivelamento das taxas de juros com o mercado. A partir de 1º de novembro as taxas de juros do microcrédito passam a variar de 1,87% a 2,36% ao mês, de acordo com a análise de crédito.

“Mesmo com a readequação, as taxas permanecem muito competitivas em relação ao sistema financeiro tradicional para o empreendedor pessoa física ou microempreendedor individual, que está iniciando uma atividade econômica. Mesmo quem já se formalizou e tem o CNPJ em geral não tem acesso a recursos. Na Fomento Paraná ele consegue acessar o recurso”, conta Matos.

Além disso, completa o gerente, a Fomento Paraná não oferece produtos como cartão de crédito, títulos de capitalização, nem seguros, que o cliente da rede bancária convencional acaba tendo que adquirir em troca de acesso a recursos. “Não temos outro produto que não seja o financiamento. Ou seja: ele paga o que foi acordado em contrato, sem nenhum outro produto que ele tenha que consumir para ter acesso ao recurso.”

BOM NEGÓCIO - Na linha Microcrédito Fácil foi mantido o incentivo para empreendedores qualificados, que apresentam certificados de realização de cursos técnicos de capacitação com pelo menos 24 horas de duração. Entretanto, para cursos realizados à distância (EAD), os certificados aceitos para obter o benefício da redução da taxa de juros dos financiamentos ficarão restritos ao Programa Bom Negócio Paraná, ministrado pelas universidades públicas estaduais, e aos cursos do Sebrae Online.

Atualmente a Fomento Paraná possui 243 agentes de crédito credenciados, que respondem por 202 postos de atendimento em todas as regiões do Estado. A atuação da rede de parceiros permitiu a contratação de mais de R$ 221 milhões em operações de microcrédito, desde 2011, beneficiando mais de 22,5 mil empreendimentos de micro e pequeno porte ou mesmo de atividades econômicas informais. Apenas em 2017 as contratações já ultrapassam a marca de R$ 41 milhões.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.