Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Site apresenta as estratégias criadas para apoiar os setores que mais sofreram com os efeitos da pandemia e traz soluções para os empreendedores

Foi lançado, ontem (23), o site oficial do Plano de Retomada da Economia de Londrina. A página concentra todos os projetos desenvolvidos pela força-tarefa conduzida pelo Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Sebrae/PR e Núcleo de Desenvolvimento Empresarial de Londrina, com apoio de diversas entidades, para apoiar os setores que mais sofreram com os efeitos da pandemia de coronavírus. O objetivo principal do trabalho é que os negócios retomem o crescimento, voltem a gerar emprego e renda e movimentem a economia local. O acesso é pelo endereço: https://retomadalondrina.com.br/.

O trabalho começou em outubro de 2020 com o diagnóstico dos efeitos da pandemia em diversos setores da economia londrinense. Na sequência, foram definidas ações articuladas em várias frentes para o enfrentamento dos problemas. A metodologia e a estruturação do plano de ação com foco na retomada foram conduzidas pelo Sebrae/PR.

As soluções apresentadas passam pelo estímulo ao empreendedorismo, fomento ao associativismo, capacitação e orientação empresarial, qualificação e reinserção profissional, incentivo às compras locais, participação dos pequenos negócios nas compras públicas, retomada das atividades do setor de turismo e eventos, apoio no acesso a crédito, transformação digital e benefícios fiscais.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Sérgio Ozório, o site do Plano de Retomada da Economia traz várias soluções para apoiar os empresários na gestão dos negócios, inclusive na área de transformação digital. “Tem informações e serviços importantes tanto para empresários, como futuros empreendedores e pessoas que buscam a reinserção no mercado de trabalho”, afirma.

Para cada um dos projetos o londrinense encontrará caminhos que o levarão a oportunidades de mudança e crescimento. As empresas que acessarem o “Projeto Sistema Integrado de Capacitação e Orientação Empresarial”, por exemplo, vão encontrar na página acesso ao Programa de Recuperação de Pequenas Empresas (Recupere), disponibilizado gratuitamente pelo Sebrae/PR, além de toda a agenda de capacitações oferecidas pela Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil).

Já os trabalhadores que perderam seus empregos na pandemia terão acesso, na aba “Qualificação e reinserção profissional”, a opções de cursos gratuitos oferecidos pela Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Senac e Senai, com foco na reinserção no mercado de trabalho.

Quem enxerga no momento atual uma oportunidade para empreender também vai se deparar com orientações no site. Na aba “Estímulo ao empreendedorismo”, futuros empreendedores têm acesso a uma pesquisa inédita encomendada pelo Sebrae/PR sobre o “Consumo e Carências de Mercado em Londrina”, que identifica os hábitos de consumo e levanta possíveis carências nas áreas de comércio e serviços da cidade. Além disso, a página aponta uma série de conteúdos e serviços de apoio aos empreendedores para que iniciem um novo negócio com planejamento e segurança.

Representantes das entidades que participaram da força-tarefa estiveram no lançamento do portal no escritório do  Sebrae/PR. Crédito: Vivian Honorato/Prefeitura de Londrina

O presidente da Codel, Bruno Ubiratan, lembra que a necessidade de estruturar um plano de ação com foco na retomada da economia foi levantada a partir dos impactos que a pandemia causou nos negócios da cidade, especialmente no início da crise. Muitas empresas viram o faturamento cair drasticamente, precisaram demitir funcionários e até encerrar as atividades. “O plano foi desenhado para que a retomada ocorra de maneira rápida com a participação do poder público e iniciativa privada”, afirma.

Para a presidente da Acil e representante do Núcleo de Desenvolvimento Empresarial de Londrina, Marcia Manfrin, o Plano de Retomada da Economia mostrou como a união entre as entidades e o poder público pode gerar uma resposta rápida e eficaz em um momento de crise. Ela lembra que, em pouco tempo, o plano trouxe resultados palpáveis, como uma série de benefícios fiscais concedidos pela Prefeitura para apoiar os setores mais prejudicados pela pandemia. “A iniciativa foi fundamental para ajudar muitas empresas da cidade que corriam o risco de fechar as portas. Com o portal, o Plano se consolida como uma estratégia definida com inteligência, oferecendo boas perspectivas”, avalia.

Além do Sebrae/PR e Prefeitura de Londrina, por meio da Codel, a iniciativa contou com o apoio e envolvimento da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (Ceal), Fiep, Sindicato do Comércio Varejista de Londrina e Região (Sincoval) e Fecomércio-PR, Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais Elétricos do Norte do Paraná (Sindimetal Norte/PR), Sindicato da Indústria da Construção Civil do Norte do Paraná (Sinduscon Norte/PR), TI Paraná e Sociedade Rural do Paraná (SRP).

Asimp/ Sebrae/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.