Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alunos do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul competem na categoria FLL, que utiliza robôs feitos de peças LEGO, em São Paulo

Ansiedade de um lado e otimismo do outro. A certeza de estar bem preparado é o ponto de equilíbrio para as 25 equipes que vão representar a região Sul no Festival SESI de Robótica, na categoria FIRST LEGO League (FLL), neste final de semana. Os jovens têm idades entre nove e 16 anos e disputam o título nacional no Pavilhão da Bienal, em São Paulo. Ao todo, são esperados cerca de 1.500 estudantes de todo o país.

Uma das competidoras, a equipe “Kronos”, do SESI de Gravataí (RS), desenvolveu um aplicativo gratuito que vai dar mais autonomia às pessoas com deficiência visual. A plataforma “Kmob”, que estará disponível para todos os sistemas operacionais de celular, mapeia as calçadas da cidade para facilitar o trânsito desse público.

“A maior dificuldade dos deficientes visuais é de se locomover em espaços urbanos de forma autônoma, sem ajuda de alguém. Então, a gente teve a ideia de desenvolver esse aplicativo, semelhante ao Waze (aplicativo de trânsito). Ele vai avisando onde tem buraco, onde tem piso tátil, onde é acessível ou não, só que na calçada”, explica a aluna Kailane Rodrigues, de 16 anos.

A iniciativa criada por alunos do SESI de Criciúma (SC) visa reduzir gastos com manutenção de faixas de pedestres. Mentora da equipe “Carvoeiros Robots”, a estudante Ana Julia Esmeraldino, de 15 anos, conta que a ideia surgiu a partir de pesquisas junto à administração pública da cidade. De acordo com a aluna, membros da Comissão de Obras informaram que o município tem um alto custo para manter as faixas de pedestres pintadas e pediram sugestões para baratear esse serviço.

“Começamos a pesquisar um novo jeito de fazer com que a pintura da faixa tivesse maior durabilidade. Entramos em contato com vários profissionais e um deles, que mora nos Estados Unidos, disse que as ruas de lá eram de concreto, não de asfalto. Descobrimos, então, que poderíamos usar concreto pigmentado, que já tem a cor da sinalização”, aponta.

O Festival SESI de Robótica, que é o maior campeonato de robótica do Brasil, reunirá 100 equipes, formadas por estudantes de nove a 16 anos, na categoria FIRST LEGO League (FLL), que utiliza robôs feitos de peças da LEGO para enfrentar os desafios desta temporada. A ideia é promover disciplinas, como ciências, engenharia e matemática, além da sala de aula. 

Camila Costa/Agência do Rádio

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios