Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O  Pint of Science 2021 começa na próxima segunda-feira (17) em mais de 20 países. Em Londrina, pesquisadores e comunidade têm encontro marcado no ambiente virtual, a partir das 19 horas, para debater temas atuais e relevantes ligados à ciência. Em três dias, serão 12 palestras transmitidas ao vivo.

Considerado o maior festival de divulgação científica do mundo, o Pint of Science 2021 começa na próxima segunda-feira (17) em mais de 20 países. Em Londrina, pesquisadores e comunidade têm encontro marcado no ambiente virtual, a partir das 19 horas, para debater temas atuais e relevantes ligados à ciência. Serão 12 palestras, em três dias de atividades, transmitidas ao vivo no canal Ciência Pé Vermelho no YouTube e nas redes sociais. O evento é gratuito e sem necessidade de inscrição prévia.

Pelo quarto ano consecutivo, Londrina organiza sua edição “pé-vermelho” do festival. A edição 2021 reúne 28 pesquisadores e professores de instituições da cidade, como Universidade Estadual de Londrina (UEL), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR–Londrina), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR-Paraná), entre outros convidados.

De modo informal e descontraído, eles vão divulgar estudos, projetos e pesquisas científicas desenvolvidas nas instituições de ensino superior e nos institutos de pesquisa.

“Convidamos um time de excelentes cientistas para conversar com a comunidade. Os temas trabalhados possuem, na maioria dos casos, cientistas de diferentes áreas do conhecimento, o que enriquece ainda mais as discussões”, explica o coordenador-geral do Pint of Science Londrina, Eduardo Inocente Jussiani, professor do Departamento de Física, do Centro de Ciências Exatas (CCE).

Laboratório de análises clínicas da UEPG inicia testes de Covid-19

Programação

Cada dia da programação do Pint of Science traz opções de diferentes temas em debate. Até o último dia de atividades, 19 de maio, serão ministradas quatro palestras por noite.

No primeiro dia (17), um dos pesquisadores convidados é o professor Luiz Carlos Simon, do Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas, do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH). Ele, que estuda as relações entre as masculinidades e a literatura, vai falar sobre o tema “Seja Homem: retratos da masculinidade”. Também participa do debate Flávia Fernandes de Carvalhaes, professora do Departamento de Psicologia Social e Institucional, do Centro de Ciências Biológicas (CCB).

O primeiro dia também traz o tema “Nanotecnologia: futuro ou passado?” e, logo em seguida, às 20h30, os tópicos serão “Quanto tempo o tempo tem? e “Solo vivo”. A programação completa do evento pode ser conferida na página do Pint of Science Londrina 2021 e nas redes sociais do projeto Ciência Pé Vermelho.

Formato

Com a proposta de realizar encontros presenciais em bares e restaurantes, e promover a divulgação da ciência de forma descontraída, o Pint of Science foi criado em 2013, por pesquisadores da Inglaterra. O evento ocorreu pela primeira vez no Brasil em 2015, e chegou à Londrina em 2018. Porém, a ideia inicial precisou ser adaptada para o formato online na última edição, devido à pandemia da Covid-19.

Isso não interferiu na qualidade do evento e das discussões propostas, segundo o coordenador Eduardo Jussiani. A última edição do evento teve como tema a pandemia da Covid-19 (confira). Só os vídeos foram assistidos por mais de 1.300 pessoas. “A versão online oportuniza divulgar conhecimento e informações às pessoas que se interessem por ciência em qualquer lugar do País e do mundo”, explica.

Governo libera quase R$ 1 milhão para projeto da UEL para Londrina

De acordo com o professor, a edição deste ano está ampla e diversa, e vai reunir um número maior de participantes, que terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a ciência produzida na cidade, além de interagir e fazer perguntas aos palestrantes. “Todos que participarem do festival sairão sentindo orgulho da ciência produzida nas nossas instituições, uma ciência genuinamente pé-vermelho”, afirma Eduardo.

Ciência Pé-Vermelho

A novidade para esta edição do Pint of Sceince Londrina é que ele será realizado pelo Ciência Pé Vermelho, um projeto “guarda-chuva” que, além da divulgação de eventos científicos, terá outras ações de ciência envolvidas. Idealizador do projeto, Eduardo Inocente Jussiani explica que o objetivo é reunir conteúdo de universidades e institutos de pesquisa da cidade e disponibilizar no espaço.

“O projeto Ciência Pé Vermelho surgiu como uma possibilidade de alcançarmos o mesmo objetivo do Pint of Science durante o ano todo, trabalhando com públicos diferentes e com abordagens distintas. A ideia é aproximar a comunidade dos cientistas londrinenses e de suas pesquisas”, afirma.

Organização

O Pint of Science Londrina 2021 é uma realização do projeto Ciência Pé Vermelho. A comissão organizadora é formada por professores, pesquisadores, estudantes de pós-graduação e graduação das instituições do município, que atuam de forma voluntária para a divulgação da ciência.

Pesquisa da Unioeste busca bioativos contra bactérias, fungos e vírus

O festival tem apoio da UEL, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR – Londrina), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR – Paraná), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Londrina Convention Bureau, Cervejaria Amadeus e MC Cópias.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios