Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O  Pint of Science 2021 começa na próxima segunda-feira (17) em mais de 20 países. Em Londrina, pesquisadores e comunidade têm encontro marcado no ambiente virtual, a partir das 19 horas, para debater temas atuais e relevantes ligados à ciência. Em três dias, serão 12 palestras transmitidas ao vivo.

Considerado o maior festival de divulgação científica do mundo, o Pint of Science 2021 começa na próxima segunda-feira (17) em mais de 20 países. Em Londrina, pesquisadores e comunidade têm encontro marcado no ambiente virtual, a partir das 19 horas, para debater temas atuais e relevantes ligados à ciência. Serão 12 palestras, em três dias de atividades, transmitidas ao vivo no canal Ciência Pé Vermelho no YouTube e nas redes sociais. O evento é gratuito e sem necessidade de inscrição prévia.

Pelo quarto ano consecutivo, Londrina organiza sua edição “pé-vermelho” do festival. A edição 2021 reúne 28 pesquisadores e professores de instituições da cidade, como Universidade Estadual de Londrina (UEL), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR–Londrina), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR-Paraná), entre outros convidados.

De modo informal e descontraído, eles vão divulgar estudos, projetos e pesquisas científicas desenvolvidas nas instituições de ensino superior e nos institutos de pesquisa.

“Convidamos um time de excelentes cientistas para conversar com a comunidade. Os temas trabalhados possuem, na maioria dos casos, cientistas de diferentes áreas do conhecimento, o que enriquece ainda mais as discussões”, explica o coordenador-geral do Pint of Science Londrina, Eduardo Inocente Jussiani, professor do Departamento de Física, do Centro de Ciências Exatas (CCE).

Laboratório de análises clínicas da UEPG inicia testes de Covid-19

Programação

Cada dia da programação do Pint of Science traz opções de diferentes temas em debate. Até o último dia de atividades, 19 de maio, serão ministradas quatro palestras por noite.

No primeiro dia (17), um dos pesquisadores convidados é o professor Luiz Carlos Simon, do Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas, do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH). Ele, que estuda as relações entre as masculinidades e a literatura, vai falar sobre o tema “Seja Homem: retratos da masculinidade”. Também participa do debate Flávia Fernandes de Carvalhaes, professora do Departamento de Psicologia Social e Institucional, do Centro de Ciências Biológicas (CCB).

O primeiro dia também traz o tema “Nanotecnologia: futuro ou passado?” e, logo em seguida, às 20h30, os tópicos serão “Quanto tempo o tempo tem? e “Solo vivo”. A programação completa do evento pode ser conferida na página do Pint of Science Londrina 2021 e nas redes sociais do projeto Ciência Pé Vermelho.

Formato

Com a proposta de realizar encontros presenciais em bares e restaurantes, e promover a divulgação da ciência de forma descontraída, o Pint of Science foi criado em 2013, por pesquisadores da Inglaterra. O evento ocorreu pela primeira vez no Brasil em 2015, e chegou à Londrina em 2018. Porém, a ideia inicial precisou ser adaptada para o formato online na última edição, devido à pandemia da Covid-19.

Isso não interferiu na qualidade do evento e das discussões propostas, segundo o coordenador Eduardo Jussiani. A última edição do evento teve como tema a pandemia da Covid-19 (confira). Só os vídeos foram assistidos por mais de 1.300 pessoas. “A versão online oportuniza divulgar conhecimento e informações às pessoas que se interessem por ciência em qualquer lugar do País e do mundo”, explica.

Governo libera quase R$ 1 milhão para projeto da UEL para Londrina

De acordo com o professor, a edição deste ano está ampla e diversa, e vai reunir um número maior de participantes, que terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a ciência produzida na cidade, além de interagir e fazer perguntas aos palestrantes. “Todos que participarem do festival sairão sentindo orgulho da ciência produzida nas nossas instituições, uma ciência genuinamente pé-vermelho”, afirma Eduardo.

Ciência Pé-Vermelho

A novidade para esta edição do Pint of Sceince Londrina é que ele será realizado pelo Ciência Pé Vermelho, um projeto “guarda-chuva” que, além da divulgação de eventos científicos, terá outras ações de ciência envolvidas. Idealizador do projeto, Eduardo Inocente Jussiani explica que o objetivo é reunir conteúdo de universidades e institutos de pesquisa da cidade e disponibilizar no espaço.

“O projeto Ciência Pé Vermelho surgiu como uma possibilidade de alcançarmos o mesmo objetivo do Pint of Science durante o ano todo, trabalhando com públicos diferentes e com abordagens distintas. A ideia é aproximar a comunidade dos cientistas londrinenses e de suas pesquisas”, afirma.

Organização

O Pint of Science Londrina 2021 é uma realização do projeto Ciência Pé Vermelho. A comissão organizadora é formada por professores, pesquisadores, estudantes de pós-graduação e graduação das instituições do município, que atuam de forma voluntária para a divulgação da ciência.

Pesquisa da Unioeste busca bioativos contra bactérias, fungos e vírus

O festival tem apoio da UEL, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR – Londrina), Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR – Paraná), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL), Londrina Convention Bureau, Cervejaria Amadeus e MC Cópias.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.