Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento promovido pelo Sistema Fiep tem como objetivo dar voz aos jovens com uma nova visão do futuro

Uma embalagem sustentável, criada para resolver o problema do descarte indevido de plásticos. O EcoBoti, criado pelos jovens Kemily Andrade e Gabriel Marques, egressos do Curso Técnico em Biotecnologia e Mecânica do Senai, unidade Londrina, é um dos cinco projetos que serão apresentados no Vozes do Amanhã - VOA, evento promovido pelo Sistema Fiep, que ocorrerá em Londrina no dia 9 de agosto, às 19h, no Senai. O VOA tem como objetivo disseminar as boas ideias de alunos e egressos do Colégio Sesi, cursos do Senai e Faculdades da Indústria, a fim de mostrar projetos que podem resolver problemas reais e histórias transformadoras. Cada aluno terá 10 minutos para se apresentar.

Os estudantes Heloisa Fernanda Grange, Matheus Tagata e Arthur Ramos, alunos do Colégio Sesi Londrina, desenvolveram um aplicativo para smartphone que tem como objetivo minimizar a dificuldade de aprendizagem no ensino de biologia celular, buscando incorporar novas tecnologias na prática do professor de uma maneira viável e acessível. O projeto, que também será apresentado no VOA, foi um dos premiados do Ficiências 2017, garantiu o 3º lugar na Expo Nacional MILSET Brasil 2018, em Fortaleza-CE, e foi credenciado para participar do Encuentro de Semilleros em Barranquilla, na Colômbia, em outubro. “Ter sido selecionado para o VOA, que tem uma proposta maravilhosa, é muito gratificante para todos nós. O Colégio Sesi tem grande importância em nossas vidas como alunos e cidadãos. Poder apresentar o nosso projeto, que surgiu dentro do Sesi, marcará nossas vidas. Uma lembrança que vamos carregar sempre”, afirma Heloisa.

Neste ano o VOA foi levado a Cascavel. Após Londrina, também será realizado em Curitiba e Maringá. Segundo Giovana Punhagui, gerente executiva de Educação do Sistema Fiep, os alunos têm excelentes projetos e precisam de um espaço não só para apresentá-los, mas para serem reconhecidos. “O VOA é uma oportunidade de os estudantes disseminarem suas ideias, pois nas aulas e oficinas que participam, são constantemente desafiados a criar, buscar soluções e mostrar suas aptidões. ”

O VOA Londrina é gratuito e aberto para o público, mas as vagas são limitadas. Para participar é preciso se inscrever no link www.sistemafiep.org.br/voa

Confira os projetos que serão apresentados no VOA Londrina

Cecíla Shizuka

Ex-aluna do Curso Técnico em Biotecnologia do Senai, é criadora do projeto Biofitch, um filtro biológico desenvolvido a partir de resíduos de coco e de poda de árvore, camadas de areia, brita e nanoargila sódica não modificada para o tratamento do chorume. Ao reaproveitar matérias-primas para o processo, o Biofitch torna-se um tratamento eficiente e de baixo custo para as indústrias.

Kemily Andrade e Gabriel Felipe Pinheiro Marques da Silva

Ex-alunos do Curso Técnico em Biotecnologia e Mecânica do Senai, criaram a embalagem EcoBoti, que surgiu para resolver o problema do descarte indevido de embalagens plásticas – bastante utilizadas pelos mais variados setores industriais, que acarreta graves impactos ambientais. O projeto já participou do Desafio Senai de Projetos Integradores 2017 e do Inova Nacional 2018.

Heloisa Fernanda dos Santos Grange, Matheus de Mello Tagata e Arthur Osmar da Paixão Ramos

Equipe do Colégio Sesi criadora do Biocell, um aplicativo para smartphone que tem como objetivo minimizar a dificuldade de aprendizagem no ensino de biologia celular, buscando incorporar novas tecnologias na prática do professor de uma maneira viável e acessível. O projeto foi um dos premiados do Ficiências 2017, garantiu aos alunos o 3º lugar na Expo Nacional MILSET Brasil 2018, em Fortaleza-CE, e foi credenciado para participar do Encuentro de Semilleros em Barranquilla, na Colômbia, em outubro.

Andre Nogueira da Costa, Fernando Hideki Watanabe e Pedro Andrade Galdana

Desenvolvido por alunos de graduação em Engenharia de Software das Faculdades da Indústria, o projeto MicroClean foi finalista do Inova Senai 2018, alcançando o 4º lugar na etapa nacional. A ideia surgiu após a constatação de que o processamento têxtil realizado pelas indústrias do setor pode gerar uma grande quantidade de despejos altamente poluidores, assim como acarreta um alto custo. Assim, os alunos criaram o MicroClean, um processo sustentável e biológico, sem utilização de substâncias químicas nas etapas do tratamento, que diminui o impacto ambiental e se torna uma alternativa com menor custo.

Gustavo Cavalcante Borges

Com o desejo de tornar-se programador, para desenvolver seus próprios jogos virtuais, aos 15 anos, Gustavo matriculou-se no Curso Técnico em Informática, no Senai em Londrina. Em 2017, foi selecionado para competir na WorldSkills, em Curitiba, alcançando o 3º lugar. Além disso, representou o Paraná na Olimpíada do Conhecimento 2017, onde conseguiu o 1º lugar nos desafios individuais. Ao concluir o curso, Gustavo tornou-se programador Android e, posteriormente, passou a ser um dos sócios-fundadores da empresa Yazo, que, com um ano de existência, já atende grandes clientes e é vencedor do Jacaré de Prata, do Prêmio CAIO, conhecido como o “Oscar” da Indústria de Eventos e Turismo.

Inscrições: www.sistemafiep.org.br/voa

Asimp/FIEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL