Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Educação, por meio das escolas e CMEIs, retoma nesta terça-feira (18) as aulas no modelo híbrido, sistema em que parte dos alunos estuda em sala de aula e outra parte de forma remota.

Cerca de 3.800 alunos da Educação Infantil (crianças com 5 anos) ao Ensino Fundamental 1 (do 1º ao 5º ano) devem comparecer às aulas presenciais, conforme consulta realizada com pais ou responsáveis pelos alunos.

A rotina será a mesma adotada em fevereiro. Serão quatro dias semanais, de terça à sexta-feira, deixando às segundas reservadas para uma higienização mais completa das salas de aula e de todo o ambiente escolar, além de ser o dia de atendimento e entrega de materiais aos pais de alunos que optarem pelas aulas exclusivamente remotas.

Nas aulas presenciais, os professores trabalharão com 54% dos alunos em sala de aula, escalonados em dois grupos, semanalmente, e os outros 46% em casa, de modo totalmente remoto.

As entradas dos alunos serão escalonadas, com intervalos de 10 a 15 minutos entre uma turma e outra, para evitar aglomeração na porta das escolas e nos pátios. O horário do intervalo também terá escalonamento.

A secretária municipal de Educação, Estela Camata, ressaltou que todas as escolas seguirão um rigoroso protocolo de segurança e prevenção antes, durante e após as aulas, com uso de equipamentos de proteção individual para professores e demais funcionários, além de tapetes sanitizantes para portas, termômetros, totens e dispensadores de álcool em gel espalhados pelas escolas, uso de máscaras, dentre outros produtos.

 “Nós já tivemos uma experiência no retorno em fevereiro e pudemos ver que é possível termos aulas neste modelo híbrido de forma segura. Nossos profissionais estão comprometidos com o cumprimento dos protocolos de segurança e com o aprendizado dos alunos e as famílias conscientes da parte delas neste processo”, afirmou Camata.

Segundo o prefeito Conrado Scheller, tudo foi programado e estudado para garantir a segurança dos professores, educadores e alunos no retorno às aulas. “Nós acreditamos na ciência que criou a vacina. É essa mesma ciência que também diz que o distanciamento social, higienização e uso correto da máscara podem prevenir o contágio do coronavírus”, afirmou o prefeito, lembrando que a vacinação de profissionais de saúde já começou no município. “Isso, com certeza, vai dar uma segurança maior para os professores e profissionais das escolas”, garantiu o prefeito.

NCPMC

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios