Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

45% das crianças de zero a cinco anos de Londrina estão matriculadas no ensino infantil, superando o índice brasileiro que é de 30%

A Central de Vagas da Secretaria Municipal de Educação (SME), serviço que faz a triagem e encaminhamento de crianças para creches públicas e conveniadas de Londrina, vem contribuindo para ampliar o acesso à educação infantil no município. Implantada em 2017, a iniciativa informatizou e centralizou o sistema de vagas, o que facilitou consideravelmente os processos de cadastramento e matrículas de alunos.

Segundo a gerente da Central de Vagas da SME, Hylceya Ferreira, 12 mil crianças estavam na lista de espera para vagas no ensino municipal antes da implantação da iniciativa. Porém, com a criação da Central e a informatização do sistema, a Secretaria de Educação constatou que a lista continha diversos erros como nomes repetidos e, ao corrigir a base de dados, o número de crianças em espera diminuiu para pouco mais de três mil. Com base em informações corretas, tanto o processo de matrícula das crianças quanto o planejamento de ações da Secretaria de Educação ganharam muito mais agilidade. “Através da Central de Vagas, nós conseguimos identificar quais são as regiões do município com o maior déficit de vagas. Isso resultou, por exemplo, na construção de cinco creches que foram entregues neste ano. Vamos inaugurar mais uma unidade no início de 2021 e estamos construindo outra creche na região sul”, frisou.

Entre 2017 e 2020, a porcentagem de crianças de zero a cinco anos matriculadas na educação infantil de Londrina subiu de 35% para 45%. A taxa londrinense supera o índice brasileiro, que é de 30%. O objetivo da Secretaria de Educação é fazer com que 50% das crianças de zero a cinco anos do município estejam matriculadas no ensino infantil até 2024, respeitando a meta estabelecida pelo Plano Decenal de Educação.

Com a ampliação do acesso ao ensino, o número de ações do Ministério Público (MP) para a abertura de vagas em creches de Londrina caiu de 600 em 2016 para apenas três em 2020. Hylceya explicou que a Central de Vagas atua em parceria com organizações como o próprio MP, o Conselho Tutelar, a Vara da Infância e Juventude e o Programa Família Acolhedora, entre outras. “A prioridade para as matrículas é das crianças cujas famílias estejam em situação de vulnerabilidade social. A Central conta com uma assistente social que tem a função de atender especificamente essas famílias”, ressaltou.

Para facilitar ainda mais os processos de cadastramento e matrícula, a Central de Vagas contará com uma novidade. A partir de outubro, os pais e responsáveis pelas crianças do município poderão agendar o atendimento na Central através da internet. Atualmente, isso só pode ser feito pelo telefone ou presencialmente. “Ao facilitar o acesso ao ensino, nós estamos contribuindo para o desenvolvimento da criança em um ambiente seguro e promovendo a socialização e desenvolvimento global. Isso gera benefícios para toda a sociedade”, resumiu Hylceya.

Reconhecimento

O trabalho realizado pela Central de Vagas da SME vem recebendo diversos prêmios, incluindo o Prêmio Espírito Público no Brasil, na categoria Educação, concedido pelo Instituto República e pela Agenda Brasil do Futuro; o primeiro lugar no “Prêmio Boas Práticas da Administração Pública”, promovido pelo Observatório de Gestão Pública de Londrina; e o reconhecimento pela Fundação Abrinq como um dos 17 melhores projetos de Boas Práticas, concorrendo com 134 municípios do Brasil. Na última quinta-feira (10), em artigo publicado pela Folha de S. Paulo, o ex-secretário municipal da Educação de São Paulo e professor adjunto da Universidade Columbia em Nova York, Alexandre Schneider, elogiou a Central de Vagas e o trabalho realizado pela Prefeitura de Londrina na área da educação infantil.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.