Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alunos, professores e equipe pedagógica do Colégio Londrinense e do Anglo Londrinense estão comemorando a boa notícia: 25 alunos da instituição se classificaram para o processo de formação da Seleção Brasileira, que no ano que vem vai disputar três importantes competições: a International Olympiad of Astronomy and Astrophysics (XIV IOAA), a Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (XIII OLAA) e a Global e-Competition of Astronomy and Astrophysics (II GeCAA).

No estado do Paraná, o Londrinense é a escola com o maior número de estudantes na seletiva. “Estamos muito orgulhosos com a dedicação e o comprometimento dos nossos alunos. A cada ano o número de premiados nas Olimpíadas Científicas aumenta, refletido neste resultado tão massivo, com tantos classificados. Esse conjunto reforça o trabalho do Colégio e comprova o título de melhor escola do Sul do País em Olimpíadas Científicas há seis anos”, festeja o diretor educacional, Luciano Ferreira Maia.

As provas serão realizadas em uma plataforma digital nos dias 15 de janeiro, 5 de fevereiro e 26 de fevereiro pelos estudantes do 9º ano e do Ensino Médio que obtiveram as maiores notas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) deste ano. Os alunos que conquistarem as melhores médias nas três provas continuam o processo de seleção no Rio de Janeiro, em data a ser definida.

Confira os classificados:

Ana Beatriz Pugsley Santos - 9º ano;

Bruno Burque Mendonça Cobbe - 2ª série;

Clara Helena Boszczowski Carvalho - 9º ano;

Elias Campos Abdo - 3ª série;

Giuliana Ayumi Kobayashi Okino - 1ª série;

Graciele Miki Sazaka - 9º ano;

Gregório Hikaru Suzuki de Lima - 9º ano;

Henrique Bettini de Castro - 1ª série;

Heuel Kaleb Gonçalves Padilha - 9º ano;

João Gabriel Montini Rossi - 9º ano;

João Victor Roque dos Santos - 9º ano

Larissa Camargo Vallim - 1ª série;

Leandro Suzano Rocha - 9º ano;

Letícia Emy Kariya - 3ª série;

Lucas Batini Araujo - 1ª série;

Luiza Pivetta Caldana - 1ª série;

Maria Beatriz Gardemann - 9º ano;

Mariana Rodrigues Callegari - 9º ano;

Maryane Ayumi Kosugue - 1ª série;

Mateus Augusto Mello - 2ª série;

Milleny Emiry Fujita - 1ª série;

Pedro Reis Leite - 9º ano;

Rafael Tagliamento Santana - 9º ano;

Riquelme Rocatelli da Rocha - 9º ano e

Victor Schmoller Dartibale - 9º ano.

124 medalhas na OBA

O Colégio Londrinense e o Anglo Londrinense são destaques na 23ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, com 124 medalhas conquistadas: 44 de ouro, 33 de prata e 47 de bronze. Por causa do isolamento social, a prova da fase única da OBA deste ano foi aplicada virtualmente, nos dias 12 e 13 de novembro.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é promovida pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB).

Emilia Miyazaki/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.