Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alunos, professores e equipe pedagógica do Colégio Londrinense e do Anglo Londrinense estão comemorando a boa notícia: 25 alunos da instituição se classificaram para o processo de formação da Seleção Brasileira, que no ano que vem vai disputar três importantes competições: a International Olympiad of Astronomy and Astrophysics (XIV IOAA), a Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (XIII OLAA) e a Global e-Competition of Astronomy and Astrophysics (II GeCAA).

No estado do Paraná, o Londrinense é a escola com o maior número de estudantes na seletiva. “Estamos muito orgulhosos com a dedicação e o comprometimento dos nossos alunos. A cada ano o número de premiados nas Olimpíadas Científicas aumenta, refletido neste resultado tão massivo, com tantos classificados. Esse conjunto reforça o trabalho do Colégio e comprova o título de melhor escola do Sul do País em Olimpíadas Científicas há seis anos”, festeja o diretor educacional, Luciano Ferreira Maia.

As provas serão realizadas em uma plataforma digital nos dias 15 de janeiro, 5 de fevereiro e 26 de fevereiro pelos estudantes do 9º ano e do Ensino Médio que obtiveram as maiores notas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) deste ano. Os alunos que conquistarem as melhores médias nas três provas continuam o processo de seleção no Rio de Janeiro, em data a ser definida.

Confira os classificados:

Ana Beatriz Pugsley Santos - 9º ano;

Bruno Burque Mendonça Cobbe - 2ª série;

Clara Helena Boszczowski Carvalho - 9º ano;

Elias Campos Abdo - 3ª série;

Giuliana Ayumi Kobayashi Okino - 1ª série;

Graciele Miki Sazaka - 9º ano;

Gregório Hikaru Suzuki de Lima - 9º ano;

Henrique Bettini de Castro - 1ª série;

Heuel Kaleb Gonçalves Padilha - 9º ano;

João Gabriel Montini Rossi - 9º ano;

João Victor Roque dos Santos - 9º ano

Larissa Camargo Vallim - 1ª série;

Leandro Suzano Rocha - 9º ano;

Letícia Emy Kariya - 3ª série;

Lucas Batini Araujo - 1ª série;

Luiza Pivetta Caldana - 1ª série;

Maria Beatriz Gardemann - 9º ano;

Mariana Rodrigues Callegari - 9º ano;

Maryane Ayumi Kosugue - 1ª série;

Mateus Augusto Mello - 2ª série;

Milleny Emiry Fujita - 1ª série;

Pedro Reis Leite - 9º ano;

Rafael Tagliamento Santana - 9º ano;

Riquelme Rocatelli da Rocha - 9º ano e

Victor Schmoller Dartibale - 9º ano.

124 medalhas na OBA

O Colégio Londrinense e o Anglo Londrinense são destaques na 23ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, com 124 medalhas conquistadas: 44 de ouro, 33 de prata e 47 de bronze. Por causa do isolamento social, a prova da fase única da OBA deste ano foi aplicada virtualmente, nos dias 12 e 13 de novembro.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é promovida pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB).

Emilia Miyazaki/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios