Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Medida foi estendida para até o dia 30 de abril, conforme novo decreto; rede estadual e privada deverá seguir regramento do Estado

As aulas presenciais da rede municipal de ensino, que inclui escolas e centros de educação infantil municipais e conveniados, seguirão suspensas até o dia 30 de abril. A decisão consta no decreto municipal nº 436, assinado pelo prefeito de Londrina, Marcelo Belinati e publicado na edição 4328 do Jornal Oficial.

Ainda no âmbito da rede municipal, o decreto autoriza o atendimento pedagógico presencial. São permitidos, no máximo, três estudantes por sala, seguindo protocolos de prevenção à Covid-19 aprovados pela Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moares, frisou que a suspensão das aulas presenciais foi prorrogada, porém as atividades curriculares estão mantidas em outros formatos. “As atividades remotas e a interação com as famílias e alunos continuam acontecendo. Inclusive as escolas estão abertas e deverão agendar atendimentos individualizados aos alunos durante esse período. As crianças sem acesso à internet sempre vão nas unidades buscar seu material pedagógico, e é muito importante que as famílias não desistam nesse momento”, afirmou.

O documento traz ainda que as demais escolas e instituições de ensino, públicas e privadas, deverão seguir o regramento instituído pelo governo do Paraná, por meio de decreto estadual.

A íntegra do decreto foi publicada no Jornal Oficial do Município, disponível no Portal da Prefeitura.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios