Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O governador Ratinho Junior anunciou, ontem (26), no Palácio Iguaçu, que o programa de colégios cívico-militares será implementado em 215 colégios estaduais de 117 municípios de todas as regiões do Paraná a partir de 2021.

Os colégios foram selecionados pela Secretaria de Educação e do Esporte e haverá uma consulta à comunidade escolar. O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo e defensor dessa modalidade de ensino, lembra que as consultas públicas acontecerão nas escolas indicadas para o programa nesta terça-feira (27) e quarta-feira (28), das 8 horas às 20 horas.

 “A consulta será em formato de referendo, cabendo à população dizer sim ou não ao modelo na escola em questão”, lembrou o deputado Cobra Repórter. Fazem parte da comunidade escolar professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição. Caso o estudante seja maior de idade (18 anos), o próprio participa da consulta. É preciso levar um documento pessoal para votar e pais ou responsáveis votam de acordo com o número de matriculados sob sua tutela na escola, ou seja, uma mãe com três filhos pode votar até três vezes. É recomendável que cada pessoa leve sua própria caneta para registrar sua assinatura.

Para ter validade, mais de 50% das pessoas aptas devem participar da consulta. Se uma comunidade escolar for formada por 500 pessoas, é necessário um quórum de pelos menos 251 pessoas. Para migrar ao modelo cívico-militar basta a aceitação de maioria simples dos votantes da escola, ou seja, 50% e mais um voto do total. O resultado de todas as consultas deve sair até quinta-feira (29).

Entre as cidades contempladas como o novo modelo, estão: Arapongas, Bela Vista do Paraíso, Cambé, Cornélio Procópio, Ibiporã, Londrina, Ribeirão Claro, Rolândia, Santo Antônio da Platina, Sertanópolis, Siqueira Campos.

A relação completa você confere no http://www.aen.pr.gov.br/arquivos/2610colegios.pdf   

O investimento direcionado a cerca de 129 mil alunos será de cerca de R$ 80 milhões. É o maior projeto do País nessa área!

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios