Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O presidente da Frente Parlamentar da Educação no Congresso Nacional, deputado Alex Canziani (PTB-PR) diz que a educação em tempo integral “é um desafio grande que o Brasil precisa ter e que nós ainda vamos, infelizmente, levar muitos anos para poder atingir”. Ele participou recentemente do seminário internacional sobre Educação em Tempo Integral, realizado em Brasília.

Segundo ele, a quantidade de horas que o aluno fica na escola hoje, comparado com outros países, é pequena. “Os nossos filhos ficam 4, 5 horas e os outros ficam 8, 10 horas por dia na escola”, disse Canziani.

Tantas horas no ambiente escolar, explica Alex Canziani, rendem ao aluno uma série de atividades, reforço nas matérias e também outras atividades que são importantes para o desenvolvimento dos estudantes.

E foi exatamente para conhecer a experiência de outros países e debater os desafios da educação integral que o seminário internacional foi realizado.

Canziani disse que tem conversado com o futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para mostrar a ele a necessidade de que a educação básica seja prioridade no Brasil. “O Brasil hoje precisa ter um compromisso grande com os anos iniciais, com o fundamental II, com o ensino médio, isso que é essencial, que a gente possa focar nesse sentido”, espera Canziani.

O seminário Educação em Tempo Integral foi uma parceria entre a Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional e a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

(Claudia Brasil, com a colaboração de Regina Mesquita)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios