Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Educação irá iniciar, no dia 1º de fevereiro, o período de matrículas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) – Fase I. Podem se matricular jovens acima de 15 anos, adultos e idosos interessados em concluir a alfabetização do nível fundamental – Fase I, que é do 1º ao 5º ano. O início das aulas está previsto para o dia 5 de fevereiro.

eja.ARQUIVO.PAs matrículas devem ser feitas nas 36 escolas que atualmente oferecem a EJA (lista abaixo), distribuídas em todas as regiões da cidade, da zona rural e urbana, além do Ceebja Herbert de Souza (CEEBJA Betinho), o Centro de Convivência da Pessoa Idosa (CCI) da região Leste e a Escola Municipal do Campo Trabalho e Saber, no Eli Vive I, localizado no distrito de Lerroville.

Também é possível se matricular em outras cinco escolas municipais que irão ofertar a educação de jovens e adultos neste ano: Noemia Alaver Garcia Malanga (à tarde); Maestro Roberto Pereira Panico; América Sabino Coimbra (no Residencial Vista Bela); Carlos Dietz e Leonor Maestri de Held, todas no período noturno. Para efetuar a matrícula, é necessário levar o CPF, RG e comprovante de residência, preferencialmente a conta de luz.

Atualmente, apenas uma escola oferece a EJA no período matutino, das 9 às 12 horas, que é a Maria Carmelita Vilela Magalhães. À tarde, das 14 às 17 horas, ofertam as aulas as seguintes unidades: CCI Leste, Ceebja Herbert de Souza, Escola Municipal Aristeu dos Santos Ribas, Professora Mari Carrera Bueno e Bento Munhoz da Rocha Neto, na zona rural. O restante das unidades atende no período noturno, das 19 às 22 horas.

A coordenadora da EJA, Déborah Flora dos Santos, destacou que a Secretaria Municipal de Educação busca assegurar gratuitamente aos jovens, adultos e idosos, que não tiveram acesso à escolaridade regular, na idade apropriada, as oportunidades que considerem as características dos educandos, nos seus interesses, as suas condições de vida e trabalho, mediante uma educação de qualidade.

Déborah disse ainda que a Educação de Jovens e Adultos oportuniza a valorização do conhecimento e das experiências trazidas pelos alunos, avançando para a apropriação do conhecimento científico. “Este processo visa consolidar atitudes e valores voltados à formação de cidadãos críticos e protagonistas de sua história”, apontou.

O processo pedagógico da EJA é apoiado em diferentes intervenções, mediações e metodologias de trabalho, bem como em experiências extraclasses como visitas de campo, exposições, mostras culturais, entre outras. Além das aulas, a Educação de Jovens e Adultos oferece atividade física, artes, oficinas de culinária, informática, artesanato e diferentes produções.

A lista das 41 unidades que oferecem a EJA pode se acessada no link > https://goo.gl/KfUwgt

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios